O azevinho nas festividades de natal.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013 · Temas:

Para falarmos da presença do azevinho no idílico natalício, temos necessariamente de começar por falar do visco, uma planta arbustiva, invasora de diversas árvores. Ao passo que o azevinho tem uma distribuição geográfica centrada no sul da Europa, aparecendo, no entanto, em regiões mais setentrionais como a França e o Reino Unido, o visco apresenta uma distribuição geográfica mais variada. Embora visualmente próximas, sobretudo devido à folha perene e às bagas, tratam-se de espécies diferentes.

No norte da Europa podemos encontrar o Viscum album, mistletoe em inglês, de folha arredondada, cujas bagas possuem propriedades medicinais, e que antigamente eram usadas em remédios. Em jeito de curiosidade, refira-se que o druida Panoramix, da série de banda desenhada Asterix, costumava colher o gui (visco em francês) das árvores, para curar muitas maleitas da famosa aldeia Gaulesa.

Pai Natal Verde

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A troca de prendas.

sábado, 28 de dezembro de 2013 · Temas:

Há simplesmente quem não a faça, fartos que estão da paranoia mercantilista em que o natal se tornou, e não é de condenar. Na verdade, por alturas do S. Martinho, ou até mais cedo, surge-nos a Popota, um símbolo incontornável do natal nacional, excitada e aos pulos nos ecrãs televisivos, apregoando não se sabe bem o quê, mas desconfia-se; pela mesma altura, o Lidl, uma multinacional que fatura milhões de euros, sugere que arredondemos os nossos trocos a favor de uma causa nobre; o PingoDoce conta-nos a história da origem do bacalhau e as personagens da publicidade do Azeite Galo retornam novamente à missa. Ai!

Troca de Prendas 2013

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Abraços felizes!

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013 · Temas:

Por entre abraços, cânticos de natal, gestos, fotografia, cultura e diversão, o Sábado Diferente Gatalício culminou como esperado: na patinagem escorregadia que ninguém quis perder, ou melhor, quase ninguém… Ora, a distorção na pratica da modalidade foi tanta, que concluímos que os gatalícios não a chegaram a praticar. Terá sido algo próximo, mais circense, e ainda por batizar, talvez uma “coisa” chamada de gatinagem ou até mesmo no-chão-é-que-se-está-bem-porque-assim-não-caio. Enfim, um eufemismo de Natal!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Elogio da luz.

terça-feira, 24 de dezembro de 2013 · Temas: ,

A luz é essencial. À fotografia, por exemplo, concede a quem a entende, o poder de captar a aura estética de quem a emana. Com a luz, os sorrisos brilham no escuro e os abraços ficam mais fortes. Na verdade, a luz pode ser paz, família, amor e até a Cidade. Mas na essência, a luz é gesto e atitude; na verdade, a luz é natal!

rrfrf

Imbuídos naquele espírito iluminado, um conjunto de gatalícios de atitude perene, despediu-se, sábado passado, do outono e recebeu o inverno com uma atitude no olhar: desconstruir o pensamento e tentar ver as “coisas” de uma outra forma. Essa atitude traduziu-se em fotos, as quais aguardamos ansiosamente para ver, mas também em gestos, preocupações, muitos abraços, mãos dadas, jogos de “amigos secretos” e dádiva a quem mais necessita, se calhar o mais importante daquele entardecer.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Ventos.

· Temas:

Este interessante globo dos ventos terrestres,  baseado em dados do National Center for Environmental Prediction (nos EUA), projeta a direção dos ventos e a sua intensidade a diversas altitudes (que correspondem a diferentes pressões atmosféricas). Por exemplo, para à altitude média de 100 metros, um valor médio para todas as regiões costeiras, corresponde uma isobárica de 1000 hPA; as isóbaras de 850 hPa e 700 hPa correspondem ao intervalo entre 1500 e 3500 metros de altitude, respetivamente, sendo que ao valor final deste intervalo, o vento não encontra particamente nenhum atrito, torna-se geostrófico, e é essencial nas previsões meteorológicas.

Globo de Ventos

Correspondentemente às isobáricas de 70 e 10 hPa, que correspondem às fronteiras da estratosfera, a 17,5 km e 26,5 km de altitude respetivamente, podemos observar os sistemas de pressão, a circulação geral atmosférica ou as correntes de jato, tão usadas pela aviação, e obter uma ideia da redistribuição da energia à superfície da Terra.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Confirma-se um sábado muito diferente.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013 · Temas:

A previsão do estado de tempo para amanhã aponta para: «céu pouco nublado ou limpo, tornando-se gradualmente muito nublado, e com períodos de chuva, em geral fraca, a partir do meio da tarde». Ora, a experiência diz-nos que há, por norma, um certo um desfasamento de horas  entre a previsão e o facto meteorológico. Portanto, se o previsto chuvisco do meio da tarde chegar a aparecer, será já por volta da hora de regresso e um chuvisco nunca fez mal a ninguém, muito pelo contrário!

Untitled-1

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Street Basket, edição 2013.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013 · Temas: , ,

Quase tão regular como o natal, o calendário deste derradeiro mês de dezembro escolar é pautado pela competição de Street Basket. É uma atividade verdadeiramente envolvente, disputada por equipas de três elementos e distribuídas de acordo com o seu escalão etário. Toda esta dinâmica, organizada pelos professores de Educação Física e de resultado simples e eficaz, obriga, no entanto, a uma miríade de pormenores que passam despercebidos aos menos entendidos na modalidade. 

StreetBasket

Na verdade, desde o árbitro de cada encontro, passando pelos oficiais de mesa,  à coordenação de equipas e escalonamento de horários dos jogos, esta competição é um caso de sucesso entre os alunos, que ajuda a divulgar uma belíssima modalidade desportiva, infelizmente tão preterida relativamente ao futebol.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Uma estória.

domingo, 15 de dezembro de 2013 · Temas: , , ,

As belas e divertidas peças teatrais, cheias de criatividade e talento, proporcionadas pelo D neste final de período, permitem várias reflexões. A primeira faz-nos questionar o modelo de avaliação, cada vez mais em vigor, onde a frieza dos números se sobrepõe ao resto, ditando regras e diretrizes. Ao que parece, e tal como provaram este alunos de Humanidades a propósito de um tema de trabalho: o mundo rural, as fórmulas de Excel, são castradoras e têm uma dificuldade enorme em contemplar a dimensão humana que não se compadece com a mera réplica de conteúdos, tantas vezes inócuos.  

Foto 1

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Sábado Diferente na pele de um gato!

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013 · Temas:

O Natal está aí à porta e no próximo Sábado Diferente vamos percorrê-lo com olhares de gato! Este felídeo, que habita discretamente as nossas cidades, mantem uma interessante relação de domínio não manifesto do território urbano. Barões de feiras e mercados municipais, são donos de hábitos tardios e ações furtivas na penumbra do ritmo urbano.

Definitivo

O seu olhar não é comum, mas é com que vamos olhar o natal do Porto no próximo dia 21 de Dezembro. Nesse dia, a par dos dois seguintes, o comércio prolonga o seu horário de funcionamento, invade o horário dos gatos, e cria oportunidades para os incautos realizarem as suas compras de natal. A cidade, já de si atarefada, torna-se assim mais fotogénica, sobretudo se a olharmos como olha um gato.

Ora, o desafio proposto aos participantes deste Sábado Diferente, é que pensem e olhem como se fossem um gato, e obtenham três fotografias gatalícias, para uma pequena exposição a realizar aqui no Geopalavras e na biblioteca da escola. Na verdade, trata-se de um exercício complexo e que obriga a uma certa desconstrução do olhar: uma vez definido o objeto, há que pensar naquilo despertaria a atenção de um gato, e abstrair-nos do entendimento humano do mesmo. Não é fácil, mas os resultados podem ser muito deliciosos!

Paralelamente, pretende-se que a equipa BEGA realize umas caches urbanas durante o percurso, totalmente pedestre, na zona da Boavista, Cedofeita e Baixa do Porto. Haverá uma pausa para jantar e uma visita à Serra do Pilar, talvez o mais belo miradouro do Porto.

Em suma, este Sábado Diferente começa na Estação de Caide pelas 13.45h (suburbano das 13.58h) com destino a S. Bento. O périplo pedestre e urbano (com pausas para lanche e jantar) dá-se até às 23.00h, hora de regresso a Caide, com chegada prevista para as 0.03h.

Á semelhança do passado Sábado Diferente, é impreterível a inscrição na seguinte lista, e a impressão, e respetivo preenchimento, da seguinte autorização desta atividade. Para os estreantes nestes Sábados Diferentes, é obrigatória a presença do Encarregado de Educação durante a partida em Caide.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Novembro de vento leste.

domingo, 8 de dezembro de 2013 · Temas:

O mês de novembro apresentou dois períodos de comportamento térmico diferentes. A temperatura média mensal a situou-se nos 8,8ºC. A humidade relativa, devido a vento de leste que predominou na segunda quinzena, contribuiu para o valor médio do mês de 66,9% e, consequentemente, um baixo valor médio de condensação, correspondente a 4,1ºC.

Médiasnovembro 2013

Observando o ritmo das médias mensais dos valores mínimos, médios e máximos deste mês de novembro, verificam-se duas quinzenas distintas, a inicial com valores elevados (quer máximos, quer mínimos), fazendo jus ao verão de S. Martinho. A segunda quinzena, muito influenciada pelo vento tendencialmente de leste, baixou bastante os valores de temperatura média e amplificou as amplitudes térmicas diárias, dada a baixa humidade do ar característica daquela corrente.

Tempenovembro 2013

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A entrada.

sábado, 7 de dezembro de 2013 · Temas:

A entrada da escola define o seu resto. De linhas retas e pontos de fuga, lajes de granito polido e paredes brancas, a escola tal como a sua entrada, baniu as linhas curvas e adotou arestas bem vincadas que separam, e não, os blocos de edifícios que a compõem num imenso contínuo.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Ganhar o pão.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013 · Temas: ,

Ganhar o pão é título do segundo episódio da antológica série documental - Portugal, um retrato social, que data já de 2003 mas cujo conteúdo mantém-se perfeitamente atual. Este conjunto de sete episódios, dirigidos por Álvaro Barreto e realizados por Joana Pontes, aborda a sociedade nacional nas suas várias dimensões, num pedagógico exercício comparativo com o passado recente do país.

Este episódio em concreto, retrata a rápida mutação do perfil da população ativa nacional. Em poucas décadas abandonamos o campo, obliteramos a pesca, abordamos a industria de uma forma pouco competitiva e passamos a um país de serviços, de economia frágil e pouco competitiva. São assim 50 minutos que traçam o retrato de um país que cresceu enjeitado e que, de certa forma, esqueceu os seus eixos de desenvolvimento.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A propósito do frio dos últimos dias.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013 · Temas: ,

O frio que se tem verificado nos últimos dias tem um culpado: um anticiclone. Estes centros barométricos têm a mania de estacionar onde não devem e, lá está, põem toda a gente a bater o dente. Por isso, deviam ser multados!

Untitled-1

Um destes nosso “amigos” anda estacionado há cerca de duas semanas pelas bandas do Canal da Mancha,  e tem bloqueado as passagens os ventos de oeste que, nesta altura do ano, trazem sempre consigo muita chuva, mas também ar marítimo ameno. É como se tivessem tapado o nosso ar condicionado natural, o Atlântico, com um enorme jarrão transparente de ar frio e seco, que sopra do ártico, e constitui-se, na sua chegada a Portugal, Continental, num vento de leste / nordeste, que é sempre sinónimo de temperaturas extremas.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

No telhado da escola.

sábado, 30 de novembro de 2013 · Temas:

O telhado da escola é um sítio de ficção científica! A neo floresta de tubos de ar-condicionado e de ventilação que o domina, criou um labirinto impossível, de metal resplandecente e sons redundantes, próprios de uma nave espacial espacial de um filme de série Z dos anos 70. Visitar o seu reino altivo, soalheiro e de horizontes largos, é experimentar o invejável poder de omnipresença perante quase toda a escola, capaz de nos fazer captar sons distantes e sombras escondidas.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Galáxia Paralela.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013 · Temas: ,

Por Bárbara Ferreira - série Férias Ideais.

A Galáxia Paralela fica a muitos anos luz de distância do planeta Terra, tomando o a direção Norte; é um local muito longe do nosso sistema solar. Trata-se de uma galáxia “estranha”, diferente de todas as outras… mas bastante acolhedora.

As pessoas que a habitam são todas diferentes mas iguais, têm um olho e uma boca, são coloridas, andam aos saltinhos, não se percebe aquilo que falam, mas a rejeição é uma falta de educação para eles.

Galáxia Paralela

Nesta galáxia as casas estão suspensas no ar e só vai à escola quem quer. Acham que não precisam de estudos para nada e estudar é para os que não têm nada para fazer. Por isso as escolas situam-se debaixo de pedras e não há professores.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Dois destinos internacionais!

· Temas: ,

Por Carolina Durães e Inês Pereira - série Férias Ideais.

Ora aqui estão duas propostas de Férias Ideais internacionais, imaginadas (e desejadas) pela Carolina e pela Inês. Se há cerca de uma ou duas décadas atrás estas férias ideais passavam por viagens de comboio e algum campismo à mistura, hoje em dia, os voos são outros e os destinos também!

O meu destino de férias ideal.

Umas verdadeiras férias para mim seriam a viajar pelo mundo e a fazer turismo cultural. Este permitiria conhecer, ver e sentir várias culturas e novos hábitos. Gostaria de passar por alguns países como o Canada, Rússia, Itália, Grécia e outros, pois os únicos que conheço são Portugal, Espanha e França. Uma forma de conhecer países que desconhecemos é através da internet. É uma forma fácil, rápida e completa, mas que não supera o prazer de os conhecer ao vivo. É o possível, para já…

Vou começar pelo Canadá! É um país que ocupa grande parte da América do Norte. É o 2º maior país do mundo em área total superado apenas pela Rússia. Uma das cidades mais populosas do Canadá é Toronto que é também a capital da província de Ontário e tem 2.615.060 habitantes. As principais línguas são o inglês e o francês, o animal símbolo do Canada é o “beaver” (castor) e o desporto mais popular é o hóquei no gelo, pudera!

 Canadá

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Diferentíssimo, estranhíssimo, interessantíssimo.

domingo, 24 de novembro de 2013 · Temas:

É raro publicarmos música no Geopalavras. A imensa subjetividade do tema torna este tipo de publicações, num ato de cariz quase pessoal. Na verdade, grande parte da internet vive da música, analisa-a e promove-a, levando a uma imensa fusão e  cruzamento de gostos, que se torna inócuo, quase ridículo, o destaque feito por um sítio não especialista no tema.

 

Contudo, este «Cara de Chewbacca», que evoca uma mítica personagem da saga Guerra das Estelas, é muito mais do que um simples música, é a prova de um novo fulgor cultural, alimentado por uma nova geração que, amiúde, cria e recria na cidade que a engendrou. De facto, a cidade e a região têm assistido, em múltiplos aspetos do seu quotidiano, a uma atitude de inovação, que roça quase o experimentalismo, mas que estabelece um interessante diálogo com os seus padrões identitários (veja-se o carregar do sotaque do videoclipe e seu ponto de partida). Com isto, a cidade tem-se paulatinamente afirmado no mapa, criando marca própria e estabelecendo padrões, perfilando-se numa espécie de roteiro cultural, mais tarde ou mais cedo, também europeu.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Um dia de novembro.

sábado, 23 de novembro de 2013 · Temas:

Amanheceu frio o dia 22 de novembro, um pouco à semelhança daquilo que se tem verificado nos últimos dias deste mês de pleno outono. Com exceção de uma faixa central da Península Ibérica, as Ilhas Britânicas e parte dos Balcãs, toda a Europa acordou vestida e um extenso manto nublado, adequado à época.

errr

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Mindelo diferente.

terça-feira, 19 de novembro de 2013 · Temas:

Os Sábados Diferentes têm mais horas do que um sábado normal. Esta anomalia cronológica, que multiplica o número de minutos disponíveis e faz esticar o tempo, é fenómeno de rara ocorrência, extremamente localizado, mas muito útil aos que acreditam que os sábados podem ser preenchidos de formas indiferentes ao conforto psicológico da cama.

Ora, foi com a indiferença conquistada, que um bando de aves raras bem grasnantes, zarpou no amarelo de destino ao Porto e, num ápice e à hora certa, mergulhou na Baixa portuense que ao sábado de manhã adquire um bulício muito próprio.

SB mindelo panorama PQN

Volta aqui, volta acolá, quando demos por ela descíamos os gastos degraus da escadaria do Bolhão, decorada por dois painéis de azulejos que publicitam o vinho Menagem, quase tão velho como o mercado que definha à espera de rumo.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Uma viagem a Londres.

segunda-feira, 18 de novembro de 2013 · Temas: ,

Por Margarida Miranda - série Férias Ideais.

Cidades como Londres fascinam não apenas pelo peso da história, da cultura ou a impressionante alma cosmopolita, mas também pelos números impressionantes, próprio de uma megalópole desta dimensão. A comprová-lo, atente-se em jeito de curiosidade, aos números referentes ao principal aeroporto da capital inglesa: trata-se do terceiro aeroporto mais movimentado do mundo, movimenta cerca de 70 milhões de passageiros anualmente, emprega 76 mil pessoas e oferece 80 destinos de viagem.

Londres - Uma viagem de sonho pequ

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A BEGA em ação no Mindelo.

· Temas:

À boleia do Sábado Diferente do passado dia 16 de novembro, a BEGA realizou três belíssimas caches na zona do Mindelo. Na verdade, foram caches de procura simples, visto estarem bem mantidas e em conformidade com as coordenadas de latitude e longitude (vulgo, GPS), atribuídas.

BEGA1

A primeira situa-se em plena reserva ornitológica do Mindelo, um «mosaico valioso constituído por dunas, zonas húmidas, extensa mata e campos agrícolas […]», onde é possível observar a «reconstituição da estrutura completa do ecossistema dunar». Nesse sentido, a equipa teve o cuidado de procurar a cache, procurando não pisotear a frágil flora dunar. Mais a sul, mesmo junto à linha de costa, realizamos as outras duas caches da jornada. O sol estava de abalada mas o trabalho de equipa rapidamente as fez surgir, culminado assim uma excelente jornada da BEGA.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Duna primária do Mindelo.

domingo, 17 de novembro de 2013 · Temas: , , ,

A duna primária é a verdadeira prova de que a natureza sabe cuidar de si. Aquela barreira natural, formada pela acumulação de areias transportadas por correntes marítimas e moldadas pelo vento, desenha um cordão de areia paralelo à costa e impede de uma forma eficaz o avanço do mar. Esta obra de engenharia natural tem a capacidade de se autorregenerar, mesmo em anos de abrasão mais vigorosa, desde que a reposição natural de areias não seja impedida por barragens e / ou açudes fluviais. Por sua vez, a flora dunar, frágil e ameaçada, é nesta obra de importância capital: as suas raízes fixam a duna impedido a sua movimentação por efeito do vento.

bons exemplos de regeneração e preservação de dunas primárias na Área Metropolitana do Porto, sobretudo a sul do Douro, no litoral de Vila Nova de Gaia. Contudo, a duna primária que encontramos no Sábado Diferente passado, dia 16 de novembro, em plena Reserva Ornitológica do Mindelo, impressiona pela sua ausência de intervenção humana e relativo bom estado preservação (já o mesmo não se pode dizer sobre  a reserva natural, sem vigilância ou sinalização e muitos depósitos de entulho). Paradoxalmente, este abandono e o facto da reserva oferecer poucas possibilidades de estacionamento próximo, a par da sua fraca divulgação e também a vizinhança da foz do Rio Ave (Vila do Conde), abonam a favor da sustentabilidade do sistema dunar ali existente, de uma forma quase exemplar.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Um passeio pela Via Láctea.

· Temas: , ,

Por Ana Brochado - série Férias Ideais.

É uma delícia esta reportagem criativa sobre o turismo, feita pela Ana Brochado. Primeiro, e num tom mais ou menos sério, parte à procura da resposta à pergunta sobre as férias ideais. Depois leva-nos a viajar para bem longe, e ao ritmo de outras paragens, através da nossa Via Láctea e, ao parece, é simples. Trata-se apenas de não nos enganarmos na linha de estrelas certa, descrever bem as curvas, que  num instante percorremos todo o seu esplendor!

 

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A 384.401 km da Terra!

sexta-feira, 15 de novembro de 2013 · Temas: ,

Por Ana Filipa - série Férias Ideais.

Se precisa de umas férias longe de tudo e de todos, o turismo lunar é literalmente a solução. A 384.401 Km da Terra, não terá de se preocupar com nada.

Contemplar à noite aquela bela esfera branca e brilhante lá no céu, a Lua, é algo fascinante. Melhor ainda seria lá poder ir. É exatamente isso em que o turismo lunar consiste: numa ida à Lua. É um tipo de turismo bastante mais complexo do que todos os outros, mas é na minha opinião, uma experiencia que vale a pena. Assim, umas férias na Lua são para mim umas “verdadeiras” férias, ou férias de sonho.

Lua

Vejamos: em cada foguetão, com destino a Lua, poderia ser levados 100 passageiros. Cada bilhete (ida/volta) teria um custo de 1 milhão de euros; sendo que, devido ao elevado custo do bilhete, este poderia ser pago em 10 anos. O público-alvo desta viagem seriam todo o tipo de pessoas e de todas as faixas etárias. As crianças só poderiam ir acompanhadas pelos pais e todos aqueles cuja diferença entre a esperança média de vida e a sua idade fosse inferior a 10 anos, teriam de pagar o bilhete completo, sob pena de não poderem realizar a viagem, uma vez que existiam grandes probabilidades de ficarem pelo caminho...

Na Lua existem imensas atividades que poderiam ser realizadas e que tornam este tipo de turismo em algo “de outro mundo”, literalmente. As crateras na Lua, por exemplo, serviriam como um bom parque de diversões, funcionando como um “escorrega”!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Duas propostas turoespaciais.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013 · Temas: ,

Por Mónica Leite e João Teixeira - série Férias Ideais.

Ora aqui estão mais duas fantásticas propostas turísticas que nos levam para bem longe da Terra, e nos fazem descobrir Marte ou até mesmo o Espaço. Na verdade, estes destinos turísticos só não são comercializados, para já, por dificuldades técnicas, porque vontade e potencial não lhes faltam. Imaginem o que não seria fazer uma espécie de inter-rail pela galáxia, pernoitar em diferentes planetas, visitar monumentos em Marte e, no final da semana, estar de regresso à Terra para o trabalho! Talvez um dia.

A

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Sábado Diferente a olhar para os pássaros!

terça-feira, 12 de novembro de 2013 · Temas:

Finalmente o Sábado Diferente pelo qual esperavas ansiosamente, aquele que te vai levar a olhar para pássaros! (-Pássaros?!) Sim, isso mesmo, vamos ver pássaros, passarinhos e passarões na Reserva Ornitológica do Mindelo (-Ah!? O quê?). Bom, fica desde já a saber que a ornitologia dedica-se ao estudo da distribuição das aves no mundo e, neste Sábado Diferente, vamos todos ser ornitólogos no Mindelo (-Onde?).

Ora, o Mindelo é uma freguesia do Concelho de Vila do Conde, e situa-se a cerca de 12 kms a norte do Porto. É uma freguesia de fácil acesso, quer de carro quer de metropolitano, mista de caminhos rurais e periurbanos, bem próximos do atlântico.

SBmindelo

Mas este Sábado Diferente não se fica por aqui… para além fabulosa observação de: rolas e garças, águias e galinhas d’água, borrelhos e gaios, chapins e pica-paus, chascos e narcejas, rabirruivos e andorinhas, cartaxos e alvéolas, abibes e patos, maçaricos e cucos, corujas e mochos, poupas e pegas, carriças e rouxinóis, piscos e tordos, pintassilgos e até escrevedeiras (como é sabido, alguma desta avifauna ruidosa é também frequentemente avistada em plena Escola Secundária da Lixa…), o BEGA vai entrar em ação, depois de um longa paragem de meses! Vamos procurar, mas também esconder. Assim, o roteiro para este Sábado Diferente é o seguinte:Roteiro do Sábado Diferente

Como bom entendedor de mapas e afins que és… deverás ter percebido que o Sábado Diferente do próximo dia 15 de novembro começa na Estação de Caide, pelas 9.40h. Teremos de partir mais ou menos cedo porque o sol (horas) é escasso e jornada longa.

Uma vez chegados ao Porto, fazemos um pequeno périplo pela Baixa e almoçamos junto ao Bolhão por muito pouco dinheiro, mais ou menos 5 euros. Dali apanhamos o metro e saímos na estação de Mindelo. Esta viagem implica um título Z5 com o custo de 2,3 euros (fora o cartão andante).

Passarinhos

Já no Mindelo, e sempre a pé, faremos caminho rurais (muito a propósito…), visitaremos a Reserva Ornitológica do Mindelo (isto se a passarada não morrer de ataque cardíaco com nossa ruidosa chegada…) e procuraremos caches nas redondezas (a equipa BEGA vai entrar em ação). Depois, e se houver tempo e sol, caminharemos até à estação de metro de Vilar do Pinheiro (sempre por caminhos rurais) e espreitamos os aviões a aterrar e a descolar muito à distância.

Depois é simples, voltamos à Baixa do Porto no metro, enganamos a fome com um galão e uma torrada num café próximo da estação de S. Bento, apanhamos o comboio das 20.30h, e estamos de regresso a Caide 1 hora depois.

Em suma, trata-se literalmente de um Sábado Diferente, de custo reduzido (comboio, almoço, metro e lanche corresponde a mais ou menos 15 a 20 euros), cuja participação implica imprimires a seguinte autorização e inscrever-te na seguinte lista. Nota: para os meninos e meninas do 9º ano que se queiram inscrever, a presença dos encarregados de educação na partida da estação de Caide é obrigatória, capiche?

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Dois destinos subaquáticos.

domingo, 10 de novembro de 2013 · Temas: ,

Por Ana Ferreira e Márcia Silva - série Férias Ideais.

Bom, parece que o mar é mesmo o nosso destino! Foi assim há 500 anos e poderá voltar a sê-lo, se o encaramos como uma verdadeira aposta, e não como repositório de promessas vãs e medidas avulsas. Para além da pesca, da produção de energia ou até mesmo do promissor subsolo marinho, há que olhar para o mar como motor turístico. 

Turismo Subatlântico - Ana Ferreira

Na verdade, beneficiamos de uma rara sorte geográfica que faz aliar um clima ameno, a uma longa, bela e diversificada costa marítima, bem próxima de um potencial espaço europeu de milhões, onde esta realidade não existe mas é desejada. Venham então senhores turistas, porque temos turismo Subatlântico e Musical para vos oferecer! 

Turismo Musical - Márcia

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

O que nos distingue dos colégios privados.

· Temas: ,

Sobre os rankings escolares publicados durante este fim-de-semana, seja qual for a análise e o critério de ordenação, os primeiros lugares são ocupados por escolas privadas e algumas repetem os lugares cimeiros há anos. Contudo, o que os rankings não dizem é que a estrutura familiar (se é que às vezes existe), a subnutrição, o comportamento, o saber estar e uma visão turva do futuro, não constituem problemas e preocupações dos colégios, onde a prioridade dos resultados é uma tarefa obviamente facilitada. Escamotear isto é cinismo, o mesmo que se traduz em rankings, que valem o que valem.

Ídolos na minha Escola - 2011

Na verdade, é este papel estruturante que distingue a escola pública dos colégios privados. Aquela sinaliza alunos sujeitos a abusos, imiscui-se protectoramente na sua vida pessoal, apoia alunos com necessidades educativas especiais, casos de subnutrição, desdobra-se a procurar material (manuais escolares, máquinas de calcular, etc.), realiza viagens de estudo e passeios pedagógicos que muitas das vezes se tornam na “grande viagem” de toda uma adolescência, dá carinho e conforto.

Baseiem-se em rankings e rácios financeiros, acabe-se com a escola pública, e deixam-se “órfãos”  milhares de crianças, entregues a famílias e a uma realidade que não devia ser sua.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Quatro dias em Los Angeles.

· Temas: ,

Por André Dias – série Férias Ideais.

A minha viagem de sonho é a Los Angeles, no estado da Califórnia, na costa oeste dos Estados Unidos da América. Esta viagem prima pelo turismo cultural, muito devido à cultura que a cidade oferece e à diversidade de experiências que pode proporcionar a vários níveis, sem esquecer o turismo balnear, dado o excelente clima da cidade.

Hollywood

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Propostas turísticas.

sábado, 9 de novembro de 2013 · Temas: , ,

Por muitos números ordenados de formas diversas, que nos queiram fazer passar, há coisas que não constam de rankings e são tão maravilhosas! A imaginação é uma dessas coisas. É uma coisa fantástica, própria da nossa natureza, essencial até, mas invariavelmente remetida para um lugar sem tempo, simplesmente por não ser mensurável.

Untitled-2

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Os jogos olímpicos de inverno em Sochi.

· Temas: ,

Em fevereiro do próximo ano realizam-se em Sochi, uma localidade russa encravada entre o Mar Negro e as montanhas do Cáucaso, os jogos olímpicos de inverno. O custo desta XXII olimpíada está estimado em cerca 36 mil milhões de euros, sendo que ao Estado russo cabe 50% da despesa. Trata-se de uma verba muito superior à gasta nas duas anteriores edições, em Vancouver (2010) e Turim (2006), com 1,4 mil milhões e 3,4 mil milhões de euros, respetivamente.

As modalidades presentes nesta olimpíada são as seguintes: biatlo, bobsleigh, combinado nórdico, curling, esqui alpino, esqui cross-country, esqui estilo livre, hóquei no gelo, luge, patinagem artística, patinagem de velocidade, patinagem de velocidade em pista curta, salto de esqui, skeleton e snowboard.

Jogos olímpicos de Sochi

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A história do eucalipto em Portugal.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013 · Temas:

Em 1920, Jaime M. Lima 1 (ensaísta e divulgador do vegetarianismo) abria um artigo sobre eucaliptos e acácias em Portugal, citando um relatório apresentado em 1909 ao parlamento inglês, com questões que se prendiam com o desenvolvimento da cultura florestal na Inglaterra. Apontava-se, já então, que a madeira era um produto finito e que, na melhor das hipóteses, demoraria cerca de 25 anos a criar ou, em alguns casos, até mesmo 80 2.

Adiantava também que «não ha caixa economica que, em segurança e rendimento, se compare com a plantação d'uma arvore. É capital posto muitas vezes a 100, 200 ou 300% ao anno […] Li algures que o Eucalypto, em igualdade de situação, dá cinco vezes o producto do carvalho» 1.

Esta opinião surgiu cerca de meio século depois de Portugal ter visto os primeiros  eucaliptos serem introduzidos nas suas paisagens (1850-70), trazidos da Oceânia, continente de onde são originários e onde imperam e prosperam.

Mapa da Floresta Nacional

O seu rápido crescimento, a grande resistência e adaptabilidade a condições edafoclimáticas rigorosas,  ditou a sua plantação em larga escala multiplicando «milagrosamente a riqueza florestal em proporções descommunaes […] pelas nossas provincias e por todo o littoral do Mediterraneo»1. Contudo, a febre eucaliptizadora esmoreceu quando se constataram debilidades na planta exótica: «não resistia nem ao sol, nem ao frio, nem á pobreza da terra; onde crescesse, edificava um abrigo temeroso para os passaros que devastavam as seáras; estragava os mattos e logo de começo ficava caro pela despeza da plantação. A madeira não prestava para nada; estalava por mil modos, torcia e rachava ao seccar, apodrecia depressa, quando enterrada ou mesmo fóra da terra».

Os eucaliptos de então ainda subsistem, ocupam a paisagem, e dividem apoiantes e opositores, que esgrimem argumentos de cariz ecológico com outros, de âmbito económico. À sua grande adaptabilidade, sobretudo em habitats de clima mediterrânico onde compete diretamente com a vegetação nativa, sendo deste modo considerado uma espécie invasora, contrapõe-se o seu crescimento rápido, a eficiência no combate ao efeito de estufa, uma vez que é um fixador de dióxido de carbono, resiste a pragas e a doenças, e as suas propriedades medicinais são utilizadas em farmácia e aromaterapia 3.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

As listas que prometem.

terça-feira, 5 de novembro de 2013 · Temas: , ,

Todos os anos é assim: colunas próprias de outras paragens em despique decibel, pregões futebolísticos adaptados ao momento e berrados com distorção, pipocas e lambarices cativantes dos incautos, autógrafos dedicados sem olhar a quem, panfletos esvoaçantes repletos de promessas, e dois destinos de viagem para terras distantes, como convém.

A lista que promete 2

O exercício democrático aprende-se começando assim, exercitando a arte do convencimento, e da crença, num jogo de mestria verbal e muito jogo de cintura. Que o digam os patrocinadores destas manifestações, cada um com a sua parafernália, distantes mas próximos, e que se mostravam de semblante carregado, quiçá mais ansiosos com angariação e o resultado final, do que os supostos protagonistas.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Outubro com 240 mm de precipitação.

· Temas:

O mês de outubro apresentou temperaturas médias enquadradas na época do ano, com a temperatura média mensal a situar-se na casa dos 16,7ºC. Outubro foi um mês de temperaturas diurnas elevadas, contrastando com os valores noturnos, bastante mais baixos, que contribuíram para consideráveis amplitudes térmicas diárias.

Médiasoutubro 2013

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Recreio b.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013 · Temas:

Este recreio é um dos espaços mais bem conseguidos da nova Escola Secundária da Lixa, constituindo-se numa espécie de jardim interior, encravado entre o bloco principal da escola e o ginásio. Dada a sua acessibilidade, é muito usado durante as pausas das aulas, sobretudo nos dias soalheiros de inverno, quando o sol sabe melhor.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

O Geopalavras faz 4 anos!

terça-feira, 29 de outubro de 2013 · Temas:

Quase, quase no virar do dia, lembramo-nos que o Geopalavras faz 4 anos de idade! Não é tempo suficiente para grandes balanços, é certo, mas rebuscando o passado, é já com alguma nostalgia que recordamos os primeiros artigos, vídeos ou até reportagens, que compõem a história deste blogue. Na verdade, o Geopalavras constitui-se no enorme legado dos alunos que por aqui deixaram a sua marca.

Quatro

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A evolução da música de dança.

É uma delícia olhar, ou melhor, analisar este gráfico que nos mostra a influência sistémica que os vários estilos de música mundial, e em particular a música de dança, têm sobre o outros. Dos Blues ao Jazz, do Jazz à Soul, da Soul até aos dias de hoje, a música resulta de um processo de refinamento (leia-se influência) cultural, quase sem paralelo, e neste sentido, é talvez a manifestação de arte que melhor interpreta o mundo atual e globalizado.

Influências Musicais

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Espelhos gigantes refletem luz solar de Rjukan.

domingo, 27 de outubro de 2013 · Temas: , , ,

Por entre as notícias de economia, política e o desporto, surgem por vezes algumas como esta que, dada a bizarria, despertam alguma curiosidade. Rujkan é uma cidade norueguesa, situada a cerca de 120 quilómetros a oeste de Oslo. Desenvolve-se ao longo de um estreito vale glaciar, onde as linhas de cumeada circundantes atingem cerca de 1900 metros de altitude. Ora, estas condições orográficas, sobretudo a latitudes bastante setentrionais, onde o arco aparente do sol nunca é muito elevado, reduzem sobremaneira a insolação solar às poucas horas coincidentes com o período do meio-dia solar.

RjukanP

Neste sentido, as autoridades locais decidiram instalar um helióstato na encosta de uma das vertente circundantes, a uma altitude de cerca de 450 metros, possibilitando-se assim, a reflexão da luz solar em alguns espaços da cidade, e em períodos do dia em que ela já não incide diretamente.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Guilherme Camarinha.

· Temas:

Se estivesse vivo, faria no próximo dia 1 de novembro 101 anos de idade. Pela marca artística que deixou no Porto e no país, resolvemos relembrar os tempo idos em que vultos artísticos desta dimensão, eram contratados para decorar fachadas interiores de cafés, igrejas ou tribunais, com murais e ou pinturas icónicas que deliciam quem as interpreta.

Guilherme Camarinha foi professor na ESBAP (atual Faculdade de Belas Artes do Porto),  de 1959 a 1962 e, para além de pintura e tapeçaria, produziu vitrais, esculturas, mosaicos (para a cripta do Santuário do Sameiro, em Braga) e frescos. No fim dos anos 50  «passou a dedicar-se, sobretudo, à Arte Pública, em especial à tapeçaria, o que lhe granjeou fama. No entanto, nunca deixou de se considerar um pintor. A pintura que continuou a produzir absorveu parte dos modelos que usou nas artes decorativas monumentais».

Guilherme Camarinha Sem Título - Melancia

Deixou obra um pouco por todo o país, «durante quinze anos trabalhou em dezasseis tribunais [e para] diversas câmaras municipais portuguesas concebeu cartões para tapeçarias que iriam embelezar os respetivos salões nobres, de que são exemplo: a Lenda do Senhor de Matosinhos, em 1960, para a Câmara Municipal de Matosinhos; uma cena de atividades agrárias para a Câmara Municipal de Famalicão, em 1961; e, para a Câmara Municipal do Porto, Honra e Glória, em 1958, Atividades no Porto junto ao Rio e S. João do Porto, em 1962»1.

Na área do Porto, podemos descobri-lo na Via Sacra da Igreja de Nossa Senhora da Conceição  (Marquês de Pombal), no antigo Café Rialto (atual Millenium BCP, Praça D. João I), na Igreja do Bom Pastor, da Igreja Lusitana  (Vila Nova de Gaia), nos respetivos salões nobre das câmaras municipais do Porto e Matosinhos.


1 Fonte: - Antigos Estudantes Ilustres da Universidade do Porto

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

O caso da astróloga burlona em fuga.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013 · Temas: ,

Segundo o Jornal de Notícias, «As vítimas passam a dezena e a fraude já anda nas centenas de milhares de euros. O dinheiro sumiu juntamente com a "astróloga" e "conselheira espiritual" que prometia cura para todos os males, em Famalicão […] Agora, as pessoas continuam a juntar-se à porta, mas para tentar recuperar os seus bens, nalguns casos […] envolvendo valores que oscilam entre o 1200 e os 100 mil euros».

Bruxa

Chega a ser difícil acreditar em histórias destas em tempos de penúria financeira ou, se preferirmos, de tanta informação, das manhãs do Goucha ou das tardes da Júlia. E não, nem a idade, a humildade ou a angústia, servem como álibis das avultadas quantias familiares facultadas à «bruxa» que, por esta altura de festejos fúnebres, sempre ajudava a decorar a festa. Sinais dos tempos.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Pensamento para afixar numa parede.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013 · Temas: , ,

Já esteve afixado numa parede, voltamos a fazê-lo, até porque cada vez mais se justifica:

Karl Popper modificou de forma radical o modo de se encarar o funcionamento da ciência mediante o desenvolvimento do falsificacionismo. Segundo Popper, não existem teorias verdadeiras ou falsas, mas teorias mais próximas da verdade do que outras (verosímeis). As teorias passam, assim, a ter um carácter hipotético e a sua aceitação é feita mediante tentativas de refutação (ensaios e erros) e não através do critério de verificabilidade (defendido pelos positivistas lógicos). Joana Pontes - http://webphilos.com/

Agora experimenta aplicar isto à tua própria vida: perante um problema idealizamos uma solução, pode não ser a melhor, mas é uma solução. Depois criticamos, ouvimos criticar, e criamos uma solução melhor que nos faz evoluir a todos os níveis.

rty

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Chuva forte a 21 de outubro.

segunda-feira, 21 de outubro de 2013 · Temas:

As previsões acertaram e a chuva forte do fim da tarde sempre apareceu. Está associada à passagem de uma frente fria pelo território de Portugal Continental, relacionada com uma depressão centrada a noroeste da Península Ibérica.

Estado de Tempo 21 de Outubro  peq

Durante a edição deste artigo, o udómetro da estação meteorológica da Escola Secundária da Lixa registava um alto ritmo de precipitação, adivinhando-se que aumente e se prolongue durante a madrugada do dia 22. Amanhã faremos a contabilidade.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A chuva que se adivinha.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013 · Temas: ,

Estamos no outono e a chuva que se adivinha para os próximos dias, goste-se ou não, é facto da época. A dança das estações trá-la em abundância por estes dias de maior aconchego e recato caseiro, e pauta indelevelmente o nosso calendário, arrumando de vez com a folia ida do tempo estival. É tempo dos livros, da leitura, da organização caseira do vagar, tão essencial a um quotidiano sempre cheio de pressa. Venha a chuva pois precisamos dela.

Chuva que se aproxima Pe

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Os holandeses fizeram a Holanda.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013 · Temas: ,

As zonas azuladas representam áreas abaixo do nível médio das águas do mar, potencialmente inundáveis, e as regiões tingidas de verde constituem diques e / ou colinas artificiais, que tornam possíveis as primeiras. Na verdade, se grande parte da Holanda existe, muito se deve ao esforço de gerações que durante décadas edificaram com orgulho, diques e colinas, que permitiram conquistar grande parte do território da nação ao Mar do Norte.

Holanda Inundável e Diques

Aliás, foi a construção e manutenção destes diques que permitiu a união de comunidades locais, que estiveram na base da atual Monarquia Constitucional Holandesa, um dos países do mundo com melhor qualidade de vida. Há um provérbio que diz que Deus fez o mundo e os holandeses a Holanda, entende-se!


Fonte: oscity.nl/

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Como funciona o motor de um carro.

Para quem tem curiosidade, ou apenas quer rever a matéria, estão disponíveis na internet pela mão do designer Jacob O´Neal, ilustrações animadas sobre o funcionamento do motor de um automóvel, onde é possível ver pistões, válvulas, velas, etc., numa articulação motriz fundamental nos dias de hoje.

Motor em Funcionamento

Entre outras curiosidades, ficamos a saber por exemplo, que são necessários 566 metros cúbicos de ar para queimar cerca de 76 litros de combustível, ou que um motor necessita de 14 vezes mais de oxigénio do que gasóleo ou gasolina!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

O salto.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013 · Temas: , ,

Patrocinado pelo projeto Red Bull Stratos Mission, o salto efetuado pelo australiano Felix Baumgartner há cerca de um ano (dia 14 de outubro de 2012), estabeleceu-se como o salto de maior altitude (38,969 metros), alguma vez realizado pelo Homem. Na viagem descendente, o paraquedista atingiu os 1.357 km/h, tornando-o no primeiro ser humano a quebrar a barreira do som sem a ajuda de um veículo.

É visível no vídeo da façanha, o impressionante crescendo da velocidade atingida durante 4 minutos e 19 segundos, momento a partir do qual foi acionado o paraquedas, determinando um feito humano e uma aterragem num deserto do estado norte-americano do Novo México.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Desenho das fronteiras da Europa.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013 · Temas:

Este vídeo foi publicado há cerca de dois anos e desperta muita curiosidade sobre a factualidade histórica e geográfica da Europa. Quem publicou o vídeo, um anónimo, baseou-se no Centennia Historical Atlas, um software que retrata de uma forma dinâmica a evolução histórica das fronteiras da Europa desde o século XI até aos nossos dias. Não é perfeito. Por exemplo na Península Ibérica, há um erro inicial ao não considerar Portugal separado da Galiza e Leon. Não obstante este e outros erros, é muito interessante, até mesmo impressionante, visualizar o desenho das fronteiras ao longo dos séculos na Europa.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Falar do vento.

domingo, 13 de outubro de 2013 · Temas: ,

Falar do vento é assunto recorrente do Geopalavras. Gostamos particularmente desta ferramenta da natureza, do seu papel na máquina climática mundial e sobretudo do mundo alegórico que a ele está associado e enraizado na tradição. Na verdade, os seus nomes e os provérbios que com ele se fazem, personificam na nortada, no soão ou no levante, uma certa sabedoria popular que fascina muito descobrir.

Mapa de Ventos Pequeno

De um ponto de vista mais geográfico, Portugal Continental (melhor dizendo, a Península Ibérica), pela sua localização em latitude e proximidade do oceano, é influenciada por ventos de diversos quadrantes que, em função da época do ano, da sua origem e intensidade, contribuem para o estabelecimento de comportamentos térmicos, e de estado de tempo, mais ou menos padronizados. Assim:

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A Visão sobre o Porto.

sábado, 12 de outubro de 2013 · Temas: ,

A Visão desta semana publicou um interessante artigo sobre o Porto, que sintetiza e traduz por palavras, muito daquilo que se sente a acontecer na cidade, e que nem sempre tem eco na imprensa nacional, centrada num polo distante.

0011_visao_4sss104

falamos variadas vezes sobre este Porto genuíno, não gentrificado, que necessita de ser preservado, sob o risco de perdermos aquilo que o torna um caso de sucesso: a sua alma de genuinidade. Miguel Carvalho, jornalista do artigo, evoca de um modo feliz Jaime Cortesão: o Porto é parte barroco mas as suas gentes nada têm de encenação ou teatro. O «Porto não gosta de artifícios. Por isso o carácter genuíno seduzem quem nos visita», reforça ainda mais à frente, entrevistando um Chef da cidade.

O artigo fala-nos também do contributo dos voos Low Cost nesta renascer da cidade. Refere que há 64 destino ligados ao Porto, o triplo do verificado em 2005, que fazem movimentar cerca de 6 milhões de passageiros pelo Aeroporto Francisco Sá Carneiro e do incremento do número de turistas que se adivinham na região, com a abertura do novo Terminal de Cruzeiros.

Mas se o turismo estrangeiro é parte da fórmula deste sucesso, o empreendedorismo de uma nova geração que adapta tascas, antigas retrosarias e até mercearias, contribuem decisivamente para uma lufada de iniciativas culturais um pouco por todo o lado que cosmopolizam a cidade. Como aqui já se fala inúmeras vezes, deixemo-nos que a cidade trata de nós, e bem!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Transgénicos em debate.

sábado, 5 de outubro de 2013 · Temas:

Fruto da biotecnologia, os organismos geneticamente modificados (OGM), ou transgénicos, são seres vivos que apresentam no seu genoma, sequências de DNA próprio modificado. «O objetivo fundamental da criação de um alimento transgénico é fazer com que este possua características que lhe permitam um melhor desenvolvimento, combater pragas ou resistir melhor aos pesticidas. Deste modo, as culturas terão melhor rendimento, criando-se mais alimento para a população, inclusivamente de qualidade. Os inseticidas ou pesticidas podem deixar de ter utilidade visto que as culturas podem tornar-se resistentes a pragas».

Laranja Grande

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Nova temporada no Geodilema.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013 · Temas: ,

Os temas da introdução da produção de energia nuclear em Portugal  e do uso mundial dos produtos geneticamente modificados (transgénicos), inauguram a nova temporada do Geodilema. Ao contrário do passado, a primazia da discussão ocorrerá on-line, no Geodilema, e pontualmente e sequencialmente na sala de aula.

Geodilema 560px

Enfatiza-se assim a construção de ideias escritas, talvez mais fundamentadas, possibilitando igualmente leituras e participações mais amplas. O sistema de votos em cada participação (comentário) possibilitado Google Groups, permitem uma avaliação justa e objetiva por parte dos pares participantes. Acresce que há a possibilidade muito prática de participar via smartphone ou tablet com o seguinte link. Boas discussões!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Manhã chuvosa.

terça-feira, 1 de outubro de 2013 · Temas: ,

Despertamos hoje com a chuva que andou fugida durante semanas. Caiu durante toda a noite, reforçou o bulício matinal junto da entrada da escola, desculpou o atraso habitual de outros, e confirmou a pontualidade do outono deste ano.

Evolução da precipitação 1 de outubro ESL

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

O mesmo Geopalavras, um novo domínio!

segunda-feira, 30 de setembro de 2013 · Temas:

Há muito que tínhamos decidido transferir o Geopalavras para o domínio .pt e a oportunidade surgiu no início deste mês, com o fim do anterior registo .com, que estava alojado no sítio www.enom.com. Como sabem, o Geopalavras é um blogue da Blogger, e por isso não se encontra alojado no sítio que disponibiliza o domínio atual, a amen.pt, mas sim nos servidores da Google.

geopalavras-pt

Confuso? Talvez, mas se calhar útil para quem pondera fazer o mesmo, isto é, construir e editar um blogue através da Blogger (WordPress também serve), registar um domínio personalizado, e configurar os cnames no próprio domínio (no caso geopalavras.pt), facilitando deste modo o acesso, memorização e divulgação do sítio, dada a simplificação e personalização conseguidas. Em breve, editaremos um post com os passos a seguir na concretização do domínio personalizado. Para quem se quer lançar num negócio on-line, por exemplo, o primeiro passo é a concretização de um sítio com domínio personalizado.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Cristiano Ronaldo já não está triste.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013 · Temas: ,

Segundo o expresso.pt em 15 de setembro de 2013, «[…] Cristiano Ronaldo deixou de estar "triste" para passar a "extremamente feliz", depois de ter renovado com o Real Madrid até 2018, ao que tudo indica passando a ser o futebolista mais bem pago do mundo».

Pinóquio Geopalavras

Ainda segundo declarações feitas à imprensa, o jogador afirma que «o dinheiro não é o mais importante. É importante, claro, mas o mais importante é o projeto. Sinto-me integrado neste projeto, não foi apenas uma questão de dinheiro. Não me importa se sou o primeiro, o segundo ou o terceiro mais bem pago». O quanto te compreendemos Ronaldo!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Toque de entrada.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013 · Temas: , ,

É isso mesmo, as férias estão a acabar e, caso não saibas em que dia (ou mês…) estás, fica aqui a informação: hoje, dia 16 de setembro, pelas 8.30h, começam as aulas! Isto depois de cerca de quase 4 meses de férias grandes que, se não forem bem aproveitadas ou rentabilizadas, tornam-se num exagero.

Mas o motivo do artigo é outro: o início do ano letivo. Por ele, decidimos agregar aqui algumas ferramentas escolares que te permitem gerir melhor o tempo, apontar corretamente as datas dos testes, e outras igualmente importantes, ou fortificar o teu estudo.

  • O Google Calendar.

Gostamos muito deste Google Calendar pela particularidade de permitir, de um modo simples e automático, a sincronia entre o calendário do telemóvel, PC ou até Tablet. Se instalarmos o Google Calendar em cada um destes aparelhos, os outros (desde que registados com a mesma conta Google) atualizam o calendário automaticamente. Assim, podes apontar as datas dos testes no telemóvel, consultá-las no PC e fazer copianços para colocar no Tablet no dia certo! Sem enganos…

Google-Calendar-Geopalavras52 

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Família Aleluia.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013 · Temas: , ,

Para terminar a saga de estórias do mundo industrial, ficamos com a surpreendente família Aleluia que, imagine-se,  produz artesanalmente latas de comida para cão, baseada em peixe “fora do prazo” e é acusada de de cheirar mal! Ironicamente, o sonho dos descendentes é montar uma fábrica de perfumes para cão e gato; o problema é que quando experimentam o produto nos animais, os cães passam a miar e os gatos a ladrar… ai!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Para quem gosta de fotografar.

· Temas: ,

A viagem e a descoberta geográfica apelam ao registo fotográfico que permite confirmar a nossa passagem por um determinado local. É uma espécie de troféu. Infelizmente, com a facilidade eletrónica, a arte do registo fotográfico banalizou-se e, na maior parte das vezes, nem sabemos onde e o que fotografamos, simplesmente disparamos.

Espinho hotspots

Há no entanto quem, ao invés, viaje pela fotografia e procure o melhor local para fotografar. Conhecendo a região destinada, a tarefa torna-se fácil, mas para regiões desconhecidas, descobrir o melhor ângulo, a hora de melhor luz, o local mais belo ou pitoresco, é algo que requer tempo de apropriação.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Família Ambrósio.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013 · Temas: , ,

Ora aqui está uma família digna de aparecer na capa de uma daquelas revista que abundam na sala de espera do dentista. Trata-se da família Ambrósio! Possui um negócio familiar, ligado ao fabrico de antenas de televisão que, imaginem, ultimamente só captam a TV espanhola e por isso desconfia-se que ande a ser sabotado…

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Afinal o que são os Swaps?

quinta-feira, 5 de setembro de 2013 · Temas: ,

Ouve-se na rádio, vê-se falar na televisão e constitui manchetes do jornais diários: Swaps. Segundo o wikipédia «são operações em que há troca de posições quanto ao risco e rentabilidade, entre investidores. O contrato de troca pode ter como objeto moedas, commodities ou ativos financeiros». Ah? Pois… A pensar nisso, o Público editou um interessantíssimo vídeo (com autoria de Frederico Batista e Sara-A-Dias) que faz compreender o “palavrão” económico! Vejam e finalmente entendam.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A família Gervásio.

· Temas: , ,

Vejam só: a família Gervásio é constituída por um herdeiro muito autoritário, Rodrigo Gervásio, viúvo, que não dá ouvidos a ninguém e também sofre de surdez... Os seus quatro filhos, todos homens, trabalham às suas ordens, falam sempre ao mesmo tempo e por isso nunca se entendem…

 

A fábrica da família produz bolachas; é de grande dimensão, fica longe de tudo e, por tal, apresenta muita dificuldade em contratar funcionários… por isso são os filhos que nela trabalham… Onofre Ricofino, vizinho fabril, tem tentado comprar a fábrica por julgar haver petróleo no terreno por ela ocupado. Por isso, estabeleceu um acordo secreto com um dos filhos para envenenar o pai…

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A família Parafuso.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013 · Temas: , ,

Quase, quase no fim de quase 4 meses de férias grandes, fomos ao baú desencantar algumas cenas da vida privada de quatro famílias muito disfuncionais, donas de impérios industriais, a quem tudo acontece e nada parece funcionar. A primeira é a família Parafuso que, imaginem só, vende ventoinhas com música para os dias de calor…

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

D´Bandada 2013.

terça-feira, 3 de setembro de 2013 · Temas:

No próximo dia 14 de setembro decorrerá na Baixa do Porto a 3ª edição do D´Bandada. Trata-se de uma iniciativa da Optimus Discos que, para além de dinamizar vários locais da cidade (Passeio das Virtudes, Miradouro da Vitória, Varandim da Igreja dos Clérigos, etc.), divulga o trabalho das bandas nacionais participantes. O «festival conta com Blaya (bailarina dos Buraka Som Sistema), Tape Junk, Ciclo Preparatório, Voxels, Awsum, Little Friend, Pedro Puppe, Ninja Kore […] António Zambujo dará um concerto transversal, sem requisitos de idade para entrar, com o objectivo de juntar vários públicos; Miguel Araújo e Samuel Úria ocuparão o Clube dos Fenianos Portuenses, que vai ser o “quartel general” desta edição».

eert

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This