Custa a acordar…

quarta-feira, 11 de setembro de 2019 · Temas: ,

Sabemos bem como é penoso acordar cedo após uma longa temporada dedicada ao ócio de deitar tarde e tarde erguer, e não o censuramos. Há tempo para tudo, e as “férias grandes”, entre outras coisas, também servem para dormir até à hora do almoço. Mas isso é durante as férias, agora, com as aulas a começar, terás de mudar de hábitos. O despertador passa a ser útil, a televisão e o telemóvel vão dormir mais cedo, e as horas de sono, essenciais, têm de ser cumpridas. É a vida…

A knocker_

Mas se te achas com azar, dá graças pelo despertador que possuis à cabeceira da tua cama, caso contrário, como é que deixavas de “ferrar o galho”, aí por volta das 7.30h? “Pis!”… E por muito que te apeteça dar-lhe uma marretada quando aquele te interrompe os sonhos, acredita que deve ser bem melhor do que a visita do “knocker” que, até à década de 1970, em algumas áreas do Reino Unido, despertavam os trabalhadores fabris com o som de uma batida na janela do quarto.

Esta figura percorria as ruas dos bairros operários, segurando uma vara comprida, um martelo macio, chocalhos ou até mesmo um soprador de ervilhas, “armas” com os quais atingiam as janelas e portas das habitações, fazendo barulho até o “cliente” sinalizar que havia acordado. Por isso, esta noite, antes das aulas começarem, abraça com força o teu despertador e cuida bem dele!


FONTE: https://www.bbc.com/news/uk-england-35840393

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This
Blogger Tricks

Estranho agosto.

terça-feira, 10 de setembro de 2019 · Temas:

A Europa central viveu neste último mês de agosto, temperaturas extremamente altas e inéditas. França, Bélgica, Alemanha e Holanda, a par da Escandinávia, viram os termómetros atingir valores muito acima dos 30ºC, fazendo deste verão naquelas paragens, o mais quente desde que há registos. Ao arrepio, Portugal escapou à onda de calor do mês mais estival.

AGOSTO 2019

Efetivamente, o posicionamento do anticiclone do Açores, em grande parte do mês, fugiu ao padrão, bloqueando as correntes de oeste em latitudes setentrionais e permitindo a deslocação para norte de massas de ar saarianas, que afetaram o leste peninsular e grande parte da Europa. Por consequência, e ao invés da norma, não se estabeleceram condições para o vento leste / nordeste, que traz calor e secura ao país. Inclusivamente, e durante o mês, houve duas situações depressionárias a atingir a Península, que causaram dois períodos de chuva: de 7 a 9 de agosto 25 e 26 de agosto.

Assim, o mês registou uma temperatura média de 22,2ºC, quase 2ºC abaixo da média do mês (2012-2018 da estação meteorológica da ESL). Houve noites cuja temperatura semelhava outras estações do ano, e a precipitação foi a maior registada pela estação meteorológica para este mês: 45 milímetros.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Queridos piolhosos…

sexta-feira, 6 de setembro de 2019 · Temas: ,

Queridos alunos, piolhosos, estamos com muitas saudades vossas! Andamos muitos angustiados com este enorme hiato temporal que nos separa, onde o silêncio impera e se distancia do constante grasnar que ecoa pelos corredores da ESL em tempo de aulas. É difícil viver assim! Mas, o fim das vossas férias está a acabar, e sabemos que estás ansioso por voltar a grasnar no teu habitat favorito: os intervalos das aulas!

1540-1 (2)

Ora, se não estás muito informado por estares a dormir / nos copos / no “insta” / ou a jogar um daqueles jogos edificantes (riscar o que não interessa), fica aqui o calendário que te interessa, e que responde à pergunta: “quando é que eu tenho de ir à escola ver o que se passa?”. Fica com as seguintes datas:

  • 3.° CICLO - 11:30 - Receção aos alunos do 7° ano pelos Diretores de Turma - Escola EB2/3 Dr. Leonardo Coimbra / Entrega dos manuais.
  • 3.° CICLO - 11:30 - Receção aos alunos do 9° ano e do Curso CEF pelos Diretores de Turma - Escola Secundária da Lixa / Entrega dos manuais.
  • SECUNDÁRIO - 10:30 - Receção aos alunos do 10° ano dos Cursos Científico - Humanísticos pela Direção e pelos Diretores de Turma - Multiusos da Escola Secundária da Lixa / Entrega dos manuais.
  • SECUNDÁRIO - 11:00 - Receção aos alunos do 10° ano dos Cursos Profissionais pelos Diretores de Turma e pela Direção - Multiusos da Escola Secundária da Lixa.
  • SECUNDÁRIO - 14h - Receção aos alunos dos 11° e 12° anos: Cursos Científico- Humanísticos e Cursos Profissionais pelos Diretores de Turma - Escola Secundária da Lixa.


Mas há mais! Sabemos o quanto andas ocupado, por isso, decidimos investigar o que está a “bater” quanto à moda de mochilas, lápis, estojos e aguças, que se vendem no Pingo Doce, no Continente e até no Lidl. Verificamos que a moda para este ano letivo, são as mochilas “trolley”, que te poupam as costas e até dão para ir às compras! Mas, se não gostares do estilo, tens sempre aquelas que se usam às costas, com motivos do rato Mickey e uma lancheira para levares aqueles “panikes” de chocolate galego que tanto adoras devorar durante o intervalo. 1540-1 (3)

Portanto, se tiveres dúvidas sobre o material escolar a adquirir para este ano letivo, não hesites em contactar-nos através da nossa linha de apoio, cujo indicativo é o +924 e o número é o 123456. Estamos aqui para te ajudar a começar bem o ano. Até breve!


Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Umbrella: um projeto cultural e científico.

quarta-feira, 7 de agosto de 2019 · Temas: ,

Relendo o projeto de candidatura conjunta que fizemos a este projeto multinacional, constatamos a sua amplitude cultural e veia ambiental. Foi esta última que nos atraiu logo à partida, por incidir numa área tão sensível e pertinente como é o clima, cujos conteúdos encaixam em disciplinas como a Geografia, mas sobretudo, por possibilitar aos alunos, um modelo diferente e inédito de abordagem científica.

Projeto UMBRELLA - A

Para isso, e em projeto, definimos a instalação de uma rede de 5 estações meteorológicas automáticas amadoras, em 4 escolas básicas do concelho, não necessariamente do Agrupamento de Escolas da Lixa, e uma numa entidade privada o Hotel Monverde. A sua localização foi definida de acordo com as características geográficas das suas localizações. Atendemos à morfologia circundante, aos ventos dominantes, exposição solar e ao edificado. Em funcionamento, prevê-se que possa fornecer um conjunto de dados climatológicos que se traduzam em mapas, gráficos, pequenas análises de cariz analítico e sistemático, eventuais problemas, soluções que, em última análise, sensibilizem jovens para o problema climático.

Mas note-se, o Umbrella é também um projeto iminentemente cultural. Começa na necessidade de usar a língua inglesa, talvez a ferramenta mais importante do projeto, apela à partilha de informações e ou a vivência de experiências, impossíveis noutros âmbitos. Por outro lado, e sobretudo nestas idades de construção da personalidade, unir jovens de países distantes, e pô-los a falar a mesma língua em torno de causas, tal como a climática, é resposta de futuro para uma Europa com crise de valores.

Projeto UMBRELLA - B

A fatia nacional do projeto, como se referiu, prevê instalar 5 estações meteorológicas, cujo quadrilátero formado pela localização das mais extremas, forma uma área de trabalho com cerca de 24 kms2. Nesta nasce o Rio Sousa, afluente do Douro, e confina, muito grosseiramente, à metade oriental do Concelho de Felgueiras, onde se situa a Escola Secundária da Lixa, e administrativamente pertence ao Distrito do Porto, NUT III - Tâmega e Sousa. Dista, a oeste, cerca de 48 quilómetros do Oceano Atlântico, de onde sopram os ventos predominantes da região, e a sua altitude média é de cerca de 395 metros. A leste desenvolve-se uma barreira montanhosa concordante com a linha do mar, que determina a subdivisão, em dois, do clima no norte de Portugal Continental: a oeste, um clima de temperaturas mais amenas e mais chuvoso, de feição marítima; a leste da barreira, um clima de maiores amplitudes térmicas anuais e maior secura, de feição continental.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A temperatura de julho.

terça-feira, 6 de agosto de 2019 · Temas:

Ao arrepio do comportamento térmico de grande parte da Europa e regiões setentrionais, os valores de temperatura do mês de julho, registado pela estação meteorológica da ESL, mostram um mês ameno e seco. As temperaturas médias situaram-se, maioritariamente, entre os 25°C e os 16°C. Acima deste intervalo, só foram registados três dias: 10 a 12 de julho. As massas de ar e os ventos predominantes de oeste / noroeste, sortiram assim efeito na temperatura, impondo-se às provindas do norte de África, que causaram vagas de calor inéditas, em países pouco habituada às mesmas: França, Alemanha, Bélgica ou Holanda.

Evolução da temperatura de precipitação de julho de 2019.png

Por outro lado, a precipitação parece não fugir ao padrão dos últimos anos, onde o mês de julho surge como o menos pluvioso. De facto, o valor de cerca de dois milímetros de precipitação ocorridos ao longo de todo o mês, é uma marca do nosso verão, mas também da tendência de seca que o país atravessa há anos.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Os rios do exame nacional de Geografia A.

sexta-feira, 26 de julho de 2019 · Temas: , ,

Calhou-nos na lotaria de pré-férias, corrigir, mais uma vez, os exames nacionais de Geografia A da segunda fase, e concluímos que há muito a fazer, ou voltar a fazer, no que à geografia de base diz respeito, sobretudo quando se refere ao nosso país. De facto, saber localizar montanhas, cidades e vilas, regiões e rios nacionais, parece-nos do mais elementar num aluno do secundário de Geografia A, cujo objeto de estudo, ao longo de dois imensos anos letivos, é no nosso território.

Contudo, não estamos ilibados da culpa. Confessamos o nosso gosto por mapas antigos, daqueles revestidos a pano para reforçar o papel gasto e impresso há décadas, onde Portugal ora surge com montanhas, rios e estradas nacionais a ligar as capitais de distrito, ora surge com “províncias ultramarinas” ou, noutra escala, numa Europa de fronteiras bem diferentes. Apostamos neles nas aulas do sétimo ano de escolaridade, onde são tocados, consultados, sentidos e apropriados. É muito diferente do mapa visualizado num manual, projetado no quadro branco, ou visto no telemóvel ou computador. É a sensação material que lhe dá significado, remete para a sua função prática, e incute o gosto da sua descoberta.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This