TámalRap.

sábado, 23 de julho de 2011 · Temas: ,

No imenso conjunto de excelentes trabalhos deste concurso, este é um bom exemplo da aliança entre o simples e o original que resulta em excelência. Este TámalRap mostra que esta aventura, que vai na sua segunda edição, transporta os alunos ao sítio, fá-los reflectir sobre o que por vezes lhes é indiferente e leva-os a explorar novos campos tecnológicos, quase artísticos, que se constituem como paradigmas da sociedade actual. Ora, colocar os alunos no mundo real e pô-los a lidar com o mesmo, ajuda-os na sua caminhada futura e no alicerçar desta sociedade. Ouçam este excelente TámalRap.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Algures em Borba.

sexta-feira, 22 de julho de 2011 · Temas: ,

Algures em Borba, o Zé e o Álvaro encontraram sinais de uma tremenda falta de civismo! Imagine-se que as florestas da freguesia, já de si escassas, se encontram “deliciosamente” decoradas com um conjunto de mobiliário algo inusitado: telhas, colchões e mesmo antigos sofás proliferam por entre as árvores que lhe dão um toque algo “piroso”. Se foi você, que está a ver esta reportagem, que ali colocou alguns destes apetrechos, dou-lhe um conselho: há sítios melhores para depositar o lixo…

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

“Como ajudar a Somália?”

quinta-feira, 21 de julho de 2011 · Temas: ,

Ando a acompanhar esta verdadeira crise humanitária desde há umas semanas, quando os primeiros sinais começaram a chegar à imprensa, e confesso que me custa imenso ler estes relatos e depois olhar para alguma da “trivialidade” presente nos nossos telejornais que, fruto da época ou não, chateia.

Somália

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Jornal Támal “live from Refontoura”!

quarta-feira, 20 de julho de 2011 · Temas: ,

A perspicácia e sensibilidade ambiental da repórter Sara (e sua equipa ;), fê-la percorrer as ruas e avenidas da Refontoura (uma Freguesia do Concelho de Felgueiras), numa incessante procura dos problemas dos cidadãos residentes. Estes, lá foram dizendo que a freguesia carece de ordenamento e também não tem um mísero campo de futebol para a malta dar uns pontapés… e esquecer crise. Vejam.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

“Binde!”

terça-feira, 19 de julho de 2011 · Temas: ,

Já não vou a tempo, pois o prazo de inscrição já terminou, mas vou participar de qualquer forma… A iniciativa Manobras no Porto “é um movimento colectivo de intervenção no Centro Histórico do Porto, que cruza pessoas, pontos de vista, expressões, vidas e saberes, através de debates, oficinas, espectáculos, percursos, jogos, experiências, objectos, imagens. Manobras no Porto vai exprimir-se em dezenas de eventos espalhados no tempo e no espaço, e culminará num festival de expressões da cidade, que este ano acontecerá entre 28 de Setembro e 2 de Outubro […] o apelo é lançado em 5 linhas de participação […] exibições / Instalações / Gastronomia / Conversas / Documentários”.

Ora, eu até nem gosto nada destas coisas… e claro está que a minha canalhinha da esl terá mesmo de participar nesta coisa para eu continuar a dar boas notas… ;) Lá para Setembro voltamos a falar. Ah! Fica aqui o sítio e se forem ao Porto nesta próximas semanas, alinhem em coisas estranhas!

Binde

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

As Aventuras de SuperMário: os Fumadores.

domingo, 17 de julho de 2011 · Temas: ,

As Aventuras do Super Mário estão de volta! Desta feita, o nosso herói regional entrevistou alguns fumadores da ESL, em “flagrante delito”, mesmo à porta da escola. Nestas entrevistas, tentou também apurar se o cinzeiro que está colocado numa das árvores serve verdadeiramente ou ali existe apenas como decorativo… É que a avaliar pelas pontas de cigarro deitadas ao chão, questiona-se a sua utilidade e o civismo de alguns dos fumadores que por ali habitualmente fumam!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Viagem Medieval em Terra de Santa Maria da Feira.

sábado, 16 de julho de 2011 · Temas:

Estão na moda as Feiras Medievais que hoje em dia acontecem um pouco por todo o país nesta época estival. Estas iniciativas de carácter cultural, promovem os Concelhos e regiões onde se realizam, atraindo turistas e forasteiros que deste modo dinamizam o comércio, a restauração e os feirantes que nelas vendem os mais variados produtos, ligados aquela época histórica. Aliás, é muito fácil ver um mesmo artesão e diferentes feiras medievais e em diferentes pontos do país, pelo que se percebe que existe um circuito de feiras (pelo menos as de maior dimensão) por onde estes artesão circulam durante todo o Verão. Confesso que conheço algumas e sem dúvida que a maior, e mais espetacular, é a que se realiza em Santa Maria da Feira (bem perto do Porto) e conta já com 20 edições.

Muito do sucesso desta feira reside na excelente organização, que conta com uma enorme equipa de figurantes, muitos deles voluntários, que pelas ruas encenam episódios históricos ligados ao tema de cada edição (a edição deste ano é dedicada ao séc. XII e Reinado de D. Afonso Henriques). A área onde se desenvolve a Feira é também extremamente feliz. Trata-se de toda a área circundante à colina do Castelo, enquadrada pelo rio e abundante vegetação. Vale mesmo a pena ir a Terra de Santa Maria, viver o espaço e comprar uma típica fogaça acabadas de sair do forno. Um conselho, se puderem evitem o fim-de-semana ou atempem bem a viagem. Fica aqui o mapa do recinto e o programa também.

Cartaz Viagem Medieval

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Você na TV - I Parte...

sexta-feira, 15 de julho de 2011 · Temas: ,

O Você na TV é um dos programas mais educativos e sóbrios do nosso panorama televisivo… Em cada uma das suas edições temos reportagens variadas, convidados famosos e intensas polémicas deslindadas pelas Chiquérrimas apresentadoras Catarina & Cláudia! Vejam a I Parte…

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Nasceu o Troviscos!

quinta-feira, 14 de julho de 2011 · Temas:

Chegou o Troviscos, o sítio dedicado à Meteorologia na Escola Secundária da Lixa. Muito do seu conteúdo deve-se à instalação de uma Estação Meteorológica na nossa escola que, para facilitar, vai passar a chamar-se assim: EMESL. Ainda pensamos em chamar-lhe giroflé mas ficamos pelo nome mais sóbrio.

Troviscos

Como sabes, a EMESL fornece-nos diariamente, e quase em tempo real, a temperatura, o grau de humidade, a direcção do vento e a sua intensidade, a pressão atmosférica e a quantidade de chuva caída (arre!) nos céus da escola e o Troviscos, o Geopalavras e o Web da Escola passarão (adoro esta palavra…) a mostrar estes valores continuamente através de um sticker do Weatherunderground que também poderás colocar no teu Blogue ou mesmo no Facebook!

É portanto muita e interessante a informação que o Troviscos vai passar a fornecer sobre o clima da nossa região e não só... São dados que não existem mais lado nenhum, nem mesmo se usares um daqueles galos de Barcelos que muda de cor conforme a humidade relativa – não serve! Lá para o fim de cada período faremos uns balanços giros dos dados obtidos, e divulgaremos, por exemplo, a temperatura média, o dia mais quente / frio até então, a mais forte rajada de vento e a sua predominância ou mesmo, o dia mais chuvoso do 1º período de aulas (que normalmente coincide com o da afixação das notas), etc…

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A Estação Meteorológica da ESL em acção.

quarta-feira, 13 de julho de 2011 · Temas:

Finalizou-se recentemente a última etapa da instalação da Estação Meteorológica da Escola Secundária da Lixa (EMESL), que permitiu transmitir e alojar os dados recebidos pela EMESL na internet e disponibilizá-los na página no Troviscos (o novo sítio dedicado à Meteorologia da Escola Secundária da Lixa) Web da Escola e no Geopalavras. Estes dados alojados na Internet, para além de possibilitarem a consulta quase em tempo real do valor dos vários elementos do clima mesurados (temperatura, humidade relativa, pressão atmosférica, velocidade e direcção do vento, etc.), são compilados numa base de dados para serem posteriormente trabalhados pelos alunos que com eles poderão concluir aspectos interessantes do clima da região da Lixa: o dia mais quente do ano, a mais forte rajada de vento, a sua predominância ou, por exemplo, o dia mais chuvoso e a quantidade de precipitação.

De facto, um dos grandes objectivos desta instalação foi permitir que os dados recolhidos fossem posteriormente trabalhados pelos alunos (calculando as médias mensais de temperatura e valores absolutos de precipitação mensal), e com eles ter a possibilidade de realizar gráficos termopluviométricos referentes à região da ESL, elaborando algumas conclusões.

Refira-se que os dados estão alojados no Weatherunderground e no Meteoclimatic. Estes dois sítios acolhem dados de várias estações meteorológicas amadoras, realizando com eles gráficos e cartografando-os no Google Earth, possibilitando uma visualização fácil e contextualizada dos valores obtidos. Como foi referido, os que se referem à EMESL estarão presentes no sítio da escola, no Geopalavras e num sítio propositadamente criado para ela o Troviscos.

Por último, durante as próximas semanas este processo de transmissão de dados estará em fase de testes de fiabilidade, pelo que é possível que haja dados e interrupções de transmissão anormais. A velocidade de cruzeiro deverá acontecer em Setembro próximo.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Anatomia de uma Exposição.

sábado, 9 de julho de 2011 · Temas:

Realizada a exposição, feito o balanço, faltava apenas mostrar um pouco mais da sua concepção. Esta reportagem, “Anatomia de uma Exposição”, refere-se assim apenas ao ínfimo dia da montagem que representa apenas uma parte de todo o trabalho realizado. Para ser mais justo, seriam necessárias muitas mais horas de filme, que mostrassem todas as fases de trabalho, desde o esboço da ideia ao acerto de pormenores, sem esquecer todos aqueles que de alguma forma colaboraram umbilicalmente nesta iniciativa. Foram muitos porque comungavam da ideia.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A Docapesca de Matosinhos.

segunda-feira, 4 de julho de 2011 · Temas:

Longe vão os tempos em que o peixe chegado do mar era praticamente vendido na praia, perpetuando a memória de um povo secularmente ligado ao mar.  Hoje, Portugal possui 27 portos piscatórios, que abrangem 20 lotas principais e 50 postos de vendagem em pequenas comunidades piscatórias (considera-se a lota o espaço num porto onde a primeira venda do peixe recém-capturado é efectuada). Este processo é controlado em exclusivo (no continente) pela Docapesca, e nos Açores e Madeira, pelas autoridades portuárias locais. As condições de atracação das embarcações e de desembarque são um factor determinante na qualidade e valorização do pescado e, neste sentido, tem sido dada prioridade à modernização dos principais portos de pesca, principalmente ao nível das infra-estruturas portuárias, tendo esta intervenção resultado de uma política coordenada entre os responsáveis pela política portuária e os responsáveis pelas pescas. Ficam as imagens da Docapesca de Matosinhos, a maior do país.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Efarally - sábado pelas 14 horas na ESL.

domingo, 3 de julho de 2011 · Temas: ,

Para acabar o ano lectivo em beleza, nada melhor que um belo de um Rally Paper nas aldeias das Freguesias à volta da Lixa, que te vai pôr a rolar, correr, observar, perguntar, saltar, cantar e algumas coisas mais também acabadas em ar… mas que para já não são para divulgar!

Trata-se de uma organização da Turma 2 do Curso EFA da ESL, em estreita colaboração com sua equipa de professores, e realiza-se no próximo Sábado (9 de Julho), tendo como ponto de partida a ESL, pelas 14 horas. Para participares tens apenas de arranjar um carro, uma equipa de 2 elementos no mínimo, baptizá-la com um nome engraçado e inscrevê-la por email (geopalavras@gmail.com) até à próxima 5ª Feira! “Orraite”? Ah! Para ajudar ao lanche, que deverá decorrer na cave do Restaurante Estádio, pedimos-te 5 euros de inscrição (e convém que vás pois a prova só acaba ali…). Fica aqui uma amostra do que te espera…

PS: é claro que este convite é totalmente, e absolutamente, extensível a todos os ex-combatentes da ESL e que agora estudam noutras bandas! Conto convosco.

Efarally Banner

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

10.555.853 habitantes num país mais virado ao mar.

sexta-feira, 1 de julho de 2011 · Temas:

Segundo os resultados preliminares dos Censos 2011, publicados no sítio do INE, verificou-se em Portugal, um ligeiro crescimento da população em relação a 2001: a população residente cresceu cerca de 1,9%.

Ora, como é sabido, a população aumenta ou diminui devido à soma de dois saldos: o natural (nascimentos-óbitos) e o migratório (imigração-emigração). Assim, «relativamente à década 2001-2011, apura-se um crescimento da população residente de cerca de 199 700 indivíduos, o qual decorre de um saldo natural (dados provisórios) de cerca de 17 600 pessoas e do saldo migratório positivo que se estima em cerca de 182 100 pessoas para o total do País». Deste modo, Portugal, ao longo da primeira década do século XXI, continuou a ser um país de imigração, apresentando um crescimento natural em declínio.

No que toca à distribuição populacional, verifica-se um país ainda mais “tombado ao mar”,  com concelhos do interior a perder cerca de um quinto da sua população,  destacando-se, com perdas superiores a 20%, os municípios de Alcoutim (-23,2%) e Armamar (-21,9%). Integram também este grupo, os municípios de Idanha-a-Nova (-17,7%), Mourão (-17,5%) e Carrazeda de Ansiães (-17,3%).

Nas duas grande área metropolitanas, verifica-se o movimento centrifugo das duas principais cidade em benefício dos concelhos periféricos, sendo que a perda de população no Porto (-9,7%) é muito mais acentuada do que em Lisboa (-3,4%). Variação da População Censos 2011 Geopalavras

Na Área Metropolitana do Porto (AMP) verifica-se que, para além do Porto, outros municípios perdem população, apresentando decréscimos mais significativos Vale de Cambra (-7,8%), Arouca (-7,7%) e Espinho (-5,7%). Por outro lado identificou-se um crescimento significativo, superior a 5%, nos municípios da Maia (12,4%), Valongo (9,0%) e Vila do Conde (6,7%).

Na Área Metropolitana de Lisboa (AML) verifica-se que, para além de Lisboa, as perdas de população são residuais (abaixo de 2%) e localizam-se apenas nos Municípios de Moita e Amadora. Todos os restantes municípios da AML apresentam crescimento, destacando-se, com variações positivas superiores a 20%, os municípios de Mafra (41,2%), Alcochete (35,0%), Montijo (31,0%), Sesimbra (30,9%) e Cascais (20,2%). Um crescimento mais moderado, mas ainda assim superior a 5%, verificou-se nos municípios de Palmela (17,2%), Vila Franca de Xira (11,1%), Almada (7,8%), Odivelas (7,4%), Oeiras (6,1%), Setúbal (6,0%) e Seixal (5,1%).

Fontes: - INE 2011; - Jornal Público.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This