Um dia acordei numa tribo…

domingo, 17 de junho de 2012 · Temas: ,

«Um dia acordei... numa tribo tropical…». Ora aqui está um excelente trabalho da Ana Filipa do sétimo A em resposta ao tema desafio lançado pelo Geopalavras – e se eu vivesse num bioma diferente do meu. Excelente!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Os biomas do sétimo B.

sexta-feira, 15 de junho de 2012 · Temas: ,

Depois da proposta feita, eis que surgem as imaginativas interpretações do quotidiano nos vários biomas terrestres. Pela amostra, há de tudo! Precauções com picadas de mosquitos, mordidelas de cobra, descrições sobre a estranha alimentação de esquimós e outros indígenas, enfim, um verdadeiro livro de instruções para quem se queira habilitar a visitar tundras, savanas ou mesmo florestas equatoriais!

- André Mendes, 7ºB.

Eu vivo na floresta temperada-mediterrânea, mas onde eu gostava mesmo de viver era na floresta equatorial. Eu gostava de viver lá, porque nela existe uma grande diversidade de animais e plantas e eu adoro a natureza.

Rio Amazonas - Satélite

O meu dia-a-dia lá seria feito a partir da exploração da floresta. Aposto que encontraria coisas que ninguém encontrou até hoje! O pior de tudo era que eu tinha que ter muita proteção para com doenças que existem nesses locais. Sim, porque nas florestas não existem apenas plantas e animais desconhecidos, infelizmente existem doenças estranhas e perigosas tal como a malária.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Portugal nos Jogos Olímpicos 2012.

quarta-feira, 13 de junho de 2012 · Temas: ,

Não sei se sabem, mas estamos a cerca de um mês do início dos Jogos Olímpicos, que são supostamente o evento desportivo mais importante do ano. Contudo, e apesar da presença nacional em várias modalidades daquele evento, o destaque que a imprensa nacional lhe tem dedicado é quase nula. De facto, até o futsal ou mesmo o surf – duas modalidade com um enorme historial no panorama desportivo nacional – usufruem de maior destaque por parte da nossa RTP…

 LondresJogosOlímpicos 2012

Ora, este desinteresse parece ter uma ou duas explicações. Em primeiro lugar, o reduzido número de atletas nacionais, com mínimos desportivos capazes de os levar a Londres (para já são cerca de 80 em apenas 13 modalidades). Em segundo,   e citando Vicente Moura, o presidente do Comité Olímpico Português, «temos o mais baixo índice de atividade física na Europa, temos o mais baixo índice de atletas federados da Europa [o que nos salva é o futsal e o surf…]».

Ainda segundo este responsável, «não há plano de deteção de talentos, não há plano integrado de desenvolvimento desportivo». Por estes motivos, resta-nos a partir de 27 de Julho, assistir sem grandes esperanças lusas a mais uma olimpíada e torcer para que um dia o futsal e surf dela façam parte. 

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Biomas.

sexta-feira, 8 de junho de 2012 · Temas: ,

Queridos alunos do sétimo ano, para terminar o ano letivo em beleza, nada melhor do que realizar um trabalho de Geografia sobre os biomas terrestres. Para tal, decidi reunir uma série de material, que inclusivamente já vos apresentei na aula, e é material é constituído por mini documentários, imagens e textos, que nos fazem compreender melhor sobre os diversos biomas da Terra, que são: «um conjunto de diferentes ecossistemas, que possuem certo nível de homogeneidade. São as comunidades biológicas, ou seja, as populações de organismos da fauna e da flora interagindo entre si e interagindo também com o ambiente físico chamado biótopo».
 
Assim, o teu trabalho individual, deverá responder à questão:
 
eseuvivesse1
Por outras palavras, terás de te imaginar a viver num bioma diferente do atual, e descrever como seria o teu dia a dia se nele vivesses. Para o fazeres, poderás consultar o Dossier Biomas ou o teu manual. A apresentação poderá ser no formato que muito bem entenderes: um trabalho escrito, uma apresentação de PowerPoint, um vídeo, etc.
 

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Primavera Sound.

quinta-feira, 7 de junho de 2012 · Temas: ,

Já aqui escrevi sobre o assunto mas volto a refirmar ainda com mais vigor: o Porto está definitivamente na moda e arrisca-se a entrar no roteiro de interesse turístico e cultural europeu. A potencialização do aeroporto, o emergente dinamismo cultural e a oferta hoteleira de baixo custo, tornam o Porto numa cidade barata, divertida e acima de tudo com imenso carácter. De facto, o que cá se vê e se passa, e a maneira como se faz, é de tal modo genuíno que até parece propositado.

A este propósito, “pesquei” alguns vídeos promocionais do Primavera Sound (editados pelo fabuloso Canal180) que fundem, tal como não podia deixar de ser, a promoção do festival com a promoção da própria cidade.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Um circo à volta da seleção.

terça-feira, 5 de junho de 2012 · Temas:

Confesso que não nutro muita simpatia pelo estilo de Manuel José mas concordo em absoluto com o que disse num entrevista à TSF sobre a nossa seleção nacional de futebol:  «Anda um país inteiro atrás de uma seleção que passa a vida em festas e mais festas e charretes. É um circo autêntico».

Emanuel

«Não estou nem pouco mais ou menos optimista. Mas é a realidade […] Isto parece um circo à volta da seleção. Fiquei com a ideia no jogo com a Turquia que estavam a transmitir imagens de jogadores a serem massajados. Isto não pode acontecer de forma nenhuma. Parece o 'Big Brother'. Não acho que estejam criadas as condições para obter sucesso […] Tenho o maior respeito e simpatia pelo Paulo Bento, mas acho que, talvez devido à juventude, se está a deixar levar. Nunca deveria de ter permitido isto. Os jogadores têm de estar conscientes e concentrados no seu dever e no que sabem fazer, que é jogar futebol. Com este circo todo é evidente que eles não se concentram, mas mesmo sem isto, Portugal não é favorito. Não temos a equipa do passado».

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A Prova de Orientação foi cancelada.

· Temas:

Dada a previsão de precipitação para os próximos dias, a organização da Prova de Orientação em conjunto com a Direção da ESL decidiu pelo seu cancelamento. É uma decisão frustrante mas realista. A simples hipótese de chuviscar durante a manhã do dia de prova, inviabilizaria a realização das diversas provas-desafio previstas e comprometeria a segurança na procura de pistas. Por outro lado, o bem-estar físico, e até mesmo psicológico, dos participantes estaria comprometido.

Foto

O reconhecimento do terreno, a idealização de provas e diverso material de apoio, o contacto com os diversos agentes intervenientes e até mesmo um convívio «culinário» estavam ultimados. Por outras palavras, a prova estava pronta para arrancar. Por isso não deitamos fora todo este esforço. Guardamos e para o ano, talvez bem mais cedo, ela se concretize.

Previsão

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Muito para além de Serralves.

segunda-feira, 4 de junho de 2012 · Temas: ,

A manhã do passado Sábado Diferente acordou cinzenta mas esse foi apenas um pormenor.  Mais uma vez, foi impossível percorrer as ruas do Porto sem passar despercebido. Ora a imitar os transeuntes, ora falar o mais alto possível para tentar impor o discurso (atitude deveras inteligente…), ora a tirar as mais inusitadas fotografias, ora a piscar o olho aqui e acolá, enfim…

Serralves

Resultado? Aquela diferença própria da juventude que, como dizia Mário de Sá Carneiro, «vê os objetos com outros olhos, chama-lhes outros nomes, pensa de maneira diferente, encara a vida de modo diverso. Como estão em minoria, são doidos...». Por isso, tenho a breve impressão que os participantes nunca esquecerão este Sábado completamente diferente.


Ver Sábado Diferente - Serralves em Festa. num mapa maior

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Guerra colonial.

sábado, 2 de junho de 2012 · Temas:

«O Inferno é a impossibilidade da razão» – Eclesiastes.

Há factos históricos cuja memória deve ser perpetuada. Factos que colocam em causa a nossa capacidade racional, as nossas crenças, valores e justiça. Afinal, aquilo que nos define como pessoa. Um desses factos é a guerra que nos reduz a humanidade.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This