Politechnikum Alternatív Gimnázium.

terça-feira, 29 de maio de 2018 · Temas: ,

É difícil definir a escola que nos recebeu em Budapeste, porque não é uma escola normal, mas devia sê-lo. Os papagaios que esvoaçam nos corredores, entre paredes que não dão descanso aos sentidos, provam a atitude colorida de uma filosofia de ensino que se reflete em quem mais interessa: os alunos. Estes, sentem a escola como um prolongamento das suas casas, um espaço de onde aprender não é só aprender, é também prazer e saber estar, quer seja deitado no banco de jardim, numa janela redonda ou no chão do corredor.

Politechnikum-100

Os primeiros contactos com o Politechnikum Alternatív Gimnázium deram-se por entre os intervalos das aulas, que eram absolutamente incríveis! Vimos alunos deitados aqui, sentados acolá, a ler ou lanchar no chão do corredor; vimos salas com cadeiras presas ao teto ou com nomes de frutos; graffitis a decorar paredes, à mistura com fotos de turma de meados do século XX. A informação era tanta que ainda hoje lidamos com a sua assimilação!  Com tudo isto, trouxemos ideias incríveis, exequíveis na nossa casa, até porque temos um fantástico espaço verde, que urge potenciar, e onde elas podem ser aplicadas. Haja papagaios a voar!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Sabes, Beatriz…

domingo, 27 de maio de 2018 · Temas: ,

Beatriz, os três professores foram quase imediatos em escolher-te após a tua subida ao palco; gostaram do teu jeitinho acanhado, mas ousado e corajoso! É também disso que se trata todo este Erasmus, saber ousar, sem medos de uma cultura diferente, da necessidade do inglês, do fazer rir e alinhar no “disparate” (lembra-te o picnic, dos serões na relva, das “conversas tolas” em jeito de private joke, da fruta, das sopas…) ou do vagar numa cidade gigante, bela e muito amigável. Afinal, fartos de banalidade, estamos nós…

#0071 - Viver Budapeste! (insta)

Este “desenrasquismo”, o ir à liça, que tanto, mas tanto apregoamos, e tu tão bem o soubeste interpretar, será determinante para o teu futuro, que promete. Não nos enganamos na tua escolha e esperemos ter mais como tu nas próximas etapas.

Frase Beatriz Brocahdo.png

Só mais uma coisa. A frase que retiramos do teu texto belíssimo texto, que está aqui publicado na íntegra, “mexeu connosco” porque confirma muito do pensamos e até exigimos. E um pensamento assim, sentido, quando escrito por alguém da tua idade, é prova que o cinismo perante a sociedade de alguns, e confesso na primeira pessoa, às vezes meu, ainda não ocupa lugar, felizmente!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Rostos em Budapeste.

sábado, 26 de maio de 2018 · Temas: ,

Procuramos recorrentemente rostos e, em Budapeste vimo-los, belos!  Aproveitando a oportunidade que apenas um encontro multinacional proporciona, provocamos os rostos nacionais, húngaros, romenos, franceses e cipriotas, cruzámo-los com o dramatismo da luz, o Danúbio e o bulício da cidade, e o resultado surpreendeu-nos!

#0066 - Rostos em Budapeste (insta)

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

No alto da serra.

sexta-feira, 25 de maio de 2018 · Temas: ,

Há um conceito que facilmente se confunde: o bom tempo. Este pode ser acompanhado de frio ou calor, mas inevitavelmente de sol pleno, que permite diabruras de todo o tipo. No passado dia 6 de abril, no alto da Serra da Estrela, encontramos um cenário exótico para os nossos padrões climáticos: neve pela cintura; rara, assim, num país atlântico e sem relevos de monta.

#0058 - Serra da Estrela (insta)

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Kapcsolda.

quarta-feira, 23 de maio de 2018 · Temas: ,

O fio condutor da nossa belíssima semana passada em Budapeste, culminou com a Kapcsolda, um acontecimento difícil de descrever com palavras. E dizemos isto porque há sentimentos que dificilmente se transformam em palavras; e palavras que tanto adoramos… Para perceberem a nossa dificuldade, ousem descrever, em pouco, a fotografia que dá mote às restantes, que mostra apenas um pouco deste dia indelével, Kapcsolda, que a escola húngara, Politechnikum Alternatív Gimnázium, e os seus fantásticos professores tão bem nos souberam oferecer.

_DSC1434

Com este conjunto de fotografias, iniciamos durante as próximas semanas, uma série de publicações temáticas, das milhares de fotografias que realizamos. São essencialmente rostos e sentimentos. Mas, não nos iremos esquecer dos edifícios de Budapeste, do Danúbio, o quotidiano agitado, e os pormenores, que afinal também fazem a cidade que nos proporcionou este feliz encontro de nações.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Joia que brilha de mansinho!

terça-feira, 22 de maio de 2018 · Temas:

Recentemente, a tecnologia de consumo de massas criou mais um descendente: óculos de realidade virtual (RV), a preços de venda equivalentes aos praticados com a fruta e legumes na feira semanal da Lixa. Na verdade, e neste caso, o que está em causa não é o objeto vendido, mas sim os apetecíveis conteúdos que este implica, onde publicidade subliminar induz a compras e aquisições de outro valor.

#0057 - Portas de Ródão (insta) a

Os óculos que a fotografia mostra, estão as fazer as delícias da Deise, que mesmo sem eles, e sem mergulhar no mundo virtual, portanto, tem imensas razões para sorrir. Esta joia, que nos brilha de mansinho, representou concelho de Felgueiras no concurso nacional de leitura (ensino secundário), e ficou em 2º lugar na prova intermunicipal, realizada em Amarante, no passado dia 15 de maio.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Castelo Branco.

segunda-feira, 21 de maio de 2018 · Temas:

Uma das belíssimas paragens da viagem de estudo: geografia de Portugal I, ocorreu em Castelo Branco. Os seus cerca de 55 mil habitantes, segundo o Pordata, têm como gentílico: albicastrenses, que deriva do curioso nome da cidade.

#0056 - Castelo Branco a (insta)

Aquele, segundo o Wikipédia, não é de origem certa, sendo que a hipótese mais válida se refira à antiga cidade de Cataleucos, fundada pelos cartagineses em honra da deusa Leucothea (a deusa branca e protetora dos marinheiros).

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Missão final.

domingo, 20 de maio de 2018 · Temas: ,

A apresentação do nosso país daquilo “ao que vínhamos” perante os nosso pares de Erasmus, nasceu de um complexo processo de idealização, critica e reformulação, bem acatadas pelos intérpretes, que inicialmente apresentaram uma solução diferente: mais densa e longa.

Centrados numa ideia materializada no vídeo central que foi realizado por toda a equipa em pleno dia da liberdade, no Porto, focamos o seguinte: é difícil perceber e interpretar a diferença num mundo de normalidades; por isso, a sebastiânica Inês, a diferença num mundo de espelhos, não foi encontrada, nem nunca o será, se não houver coragem de aprender a agir de modo diferente. Procurá-la, é assim um desígnio que ecoa no lema do que nos reúne neste projeto internacional: os teus direitos são os meus direitos… mesmo que sejam diferentes.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Ainda sobre os espiões…

sábado, 19 de maio de 2018 · Temas: ,

Ainda bem que o lema do Geopalavras não se reduz à geografia, caso contrário, seria muito difícil compreender o universo que vamos publicando e as fotografias que o acompanham. Por isso, e tal como se estagia um vinho, temos bastante cuidado com o modo de o fazer: fotografamos, selecionamos e publicámo-las sempre imbuídas num contexto escrito. Doutro modo, perdiam-se na banalidade.

MissãoPorto-184

As que se seguem, foram obtidas no Porto, ao longo de uma deliciosa tarde de filmagens, a propósito de um filme, Missão: Porto, que constituiu o núcleo da apresentação do grupo Erasmus do AEL em Budapeste, perante os parceiros internacionais. Assim, e agora, realizada a apresentação, e antecedendo o vídeo da mesma, as fotografias ganham uma nova cor e sabor.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

As grutas da orla ocidental.

terça-feira, 8 de maio de 2018 · Temas: ,

A iluminação artificial sorrateira, colocada no interior das maiores grutas nacionais, situadas em Mira de Aire, permite iluminar a beleza do calcário “incrivelmente” dissolvido, derramado, torcido e alongado pela água da chuva ao longo de milhares de anos. É algo que ainda hoje faz, molhando o belo rosto de quem contempla a sua obra de arte.

#0047 - Grutas de Mira de Aire (insta)a

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Um rio selvagem!

segunda-feira, 7 de maio de 2018 · Temas: ,

O nosso constante apelo à liberdade de um rio, prende-se com a beleza que aquele valor lhe concede, da nascente à foz. É assim o Paiva, seria assim com o Tua e o Sabor, e tantos outros rios estrangulados pelas barragens, que envelheceram de repente. No primeiro, e há pouco, percorremos os passadiços de madeira tratada que acompanham as suas derradeiras margens, usando o olhar próprio de quem contempla uma grandiosa obra de arte de arte.

#0046 - Passadiços (insta)

E é disso que se trata: uma obra de engenharia que não fere a paisagem, acrescenta-lhe valor e abre possibilidades de contemplação, absolutamente inéditas.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Bigofotos 3!

domingo, 6 de maio de 2018 · Temas: ,

É um caso sério de popularidade: as Bigofotos alastram implacavelmente e em todas as direções, não deixando ninguém indiferente… muito pelo contrário, deixam todos muito diferentes, ou se calhar até não.

#0041 - Bigofotos 3 (insta)

Como poderão verificar, apanharam o dono da máquina, elementos da Direção do AEL e até encarregados de educação, no conforto e privacidade do lar! Mas, como não somos egoístas, e fazendo jus ao lema do nosso Erasmus: Your Rights Are My Rights, vamos também levar bigodes a terras húngaras, e ali implantar esta moda, que fará sucesso neste verão, e veremos como se sairão os magiares com os mesmos!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Missão: Porto.

sexta-feira, 4 de maio de 2018 · Temas: ,

O Porto é uma cidade de segredos, feita de uma imensidão de recantos, que facilmente inspiram o romancista à narrativa policial. Por isso, esta nossa Missão: Porto ali ter decorrido. Era óbvio! E foi o cenário perfeito para o deslinde de um mistério que se conta em três atos: este pequeno filme mudo, rodado por entre o granito e o ferro, e que agora se publica; algumas fotos-espia, obtidas na ESL, sobre o funcionamento da mesma; e um desafio final, em jeito de pergunta mistério, que lançaremos na apresentação da nossa equipa em Budapeste, terra de inspiração de toda esta ideia. Até breve!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Uma manhã desportiva!

É escandalosa a forma física de certos alunos… e não há rua ou avenida, subida ou descida, passeio largo ou caminho de terra batida, que não sofra as agruras das reclamações dos alunos mais preguiçosos e menos dados à ação desportiva. Enfim! Há, no entanto, honrosos casos de boa forma atlética que se manifesta na boa disposição (predisposição), dos visados. #0039 - Manhã em Portimão (insta)

Ora, isto tudo a propósito de uma manhã de maresia, passada em pleno forte de S. Catarina, Portimão, na qual alguém se lembrou de exercitar as tropas trôpegas, por mais uma noite ao relento, mas própria do fulgor da idade. Alguns, segundo as fotos, e dada a “soneira”, não chegaram sequer a alinhar, talvez por não perceberem o que se fez, ou melhor, o que estavam ali a fazer, ou até quem eram! Na verdade, um denominador comum a situações análogas na viagem maior do ano…

#0040 - Manhã em Portimão (insta)

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Monforte no interior nacional.

terça-feira, 1 de maio de 2018 · Temas: ,

Aquando do último censo, Monforte, vila situada no interior no Alto Alentejo raiano, apresentava um enorme envelhecimento demográfico. Por cada jovem com menos de 15 anos, o concelho apresentava duas pessoas com mais de 65. Voltados sete anos, é provável que definhamento demográfico se tenha agravado, a par de todo o interior nacional, que necessita urgentemente de ser repensado.

#0038 - Marianas em Monforte (insta)

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This