Avenida das Letras.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019 · Temas:

Demos o primeiro passo na toponímia da ESL, colocando a primeira placa no corredor paralelo às vitrines da Biblioteca da escola. E se já entendíamos a ideia como pedagogicamente boa, a conceção gráfica e o enquadramento do verde escolhido para o fundo de cada placa, baseado nas placas de toponímia da Cidade do Porto, arrecadou unânimes elogios sobre o bom gosto.

O próximo passo é definir, consensualmente, os topónimos a atribuir a uma série de corredores e “largos”, definidos a ser batizados nesta primeira fase experimental. Os objetivos, ambiciosos, passam por aferir se o topónimo entra no “vocabulário” escolar, evitando-se a dificuldade de georreferenciar um determinado espaço da escola. Por outro lado, procura-se humanizar a escola, ou seja, de um simples e extenso corredor com vitrines e janelas, a uma Avenida das Letras.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

OPE 2019: uma árvore solar!

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019 · Temas: ,

Começamos pela declaração de interesses: estamos a apoiar uma candidatura ao OPE do AEL, que pretende contruir com a colaboração do Curso de Eletrónica da ESL, uma árvore de carregamento usb, com wifi à mistura. Mas não é só… o projeto pretende comprar um aquário gigante para a Biblioteca da ESL, uma máquina de setas e colocara sofás e colunas de música nos espaços verdes da secundária.

Todo o projeto deverá estar estabelecido até maio deste ano letivo, por isso, inteira-te das nossas ideias e objetivos, e clica na imagem anterior para abrires o nosso programa. Ah! Não te esqueças de votar em nós no final do mês de março!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Temperatura em 24 de fevereiro.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019 · Temas: ,

Impressiona o valor de temperatura máxima registada pela estação meteorológica da ESL: 24,7ºC, registado pelas 14:40h do dia 24. E impressiona porque ainda estamos no inverno, a cerca um mês distância de uma primavera que, no seu início, costuma ser fria. Deste modo, e com o correr dos tempos, algum do adagiário ligado ao clima terá de ser revisto, pois “em fevereiro, chega-te ao lameiro” está a cair em desuso, em prol de “fevereiro quente, traz o diabo no ventre”. É mais do que certo…

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Toponímia da ESL.

domingo, 24 de fevereiro de 2019 · Temas: ,

Desafiamos a Direção do AEL a deixar-nos batizar as dezenas de corredores e “largos” do vasto edifício da Escola Secundária da Lixa. É uma ideia antiga, mantida na gaveta, mas que agora se torna premente, com a visita dos alunos e professores estrangeiros, pertencentes ao programa Erasmus, já em maio próximo, pois não queremos que nenhum se perca nos longos corredores. Por isso, há muito a fazer, mas contamos com uns belos ajudantes do Curso de Turismo, que estão a tratar da toponímia das “ruas, avenidas, largos e praças” da ESL.

Afinal, quem ainda não teve dificuldades em designar um determinado corredor ou espaço da ESL? Todos! Recorremos, na maior parte das vezes, ao: “- Ao lado de…” ou “- Que vai da à…”; enfim, nada geográfico. Daí esta ideia de fixar tabuletas de acrílico (tipo menus de café), no alto das paredes azulejadas do recinto.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Alfaite: os óculos redondos.

· Temas:

Os óculos redondos voltaram a estar na moda. Sendo um rebuscamento dos anos 60 e 70, quando artistas e cantores famosos os usavam, estes óculos oversized misturam o vintage com a modernidade, e assentam bem em qualquer rosto. Chegaram em força, são de várias cores e prometem criar uma tendência.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Quintas acústicas na ESL.

sábado, 23 de fevereiro de 2019 · Temas: , ,

Desafiamos a Associação de Estudantes e vamos oferecer à escola uma atividade que certamente fará muito sucesso, ou de música não se tratasse. Durante o mês de março, às quintas-feiras, vais ter palco para cantar, tocar ou simplesmente improvisar um karaoke num palco junto ao bar da ESL. Traz uma guitarra, uns amigos e durante os intervalos, mostra o que vales. Vais ouvir aplausos!

Todas as sessões serão registadas em vídeo, que posteriormente será publicado no Geopalavras e gravado um CD. Quem sabe não há aí uma estrela por revelar?

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Uma visita da primavera.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019 · Temas: ,

O estado de tempo quente e seco que ocorre há dias em Portugal Continental e grande parte da Europa Ocidental, tem como responsáveis dois anticiclones que bloqueiam os sistemas frontais atlânticos e polares. Com efeito, e analisando a situação barométrica no mapa em baixo representada, aliada à direção e intensidade do vento, é possível observar que a depressão centrada a noroeste dos Açores é impedida do seu curso normal pelo anticiclone que se centra a norte da Península, nas Astúrias, e um outro, mais vasto, localizado no centro da Europa.

Estes dois centros barométricos em conjugação, ausentam grande parte da Europa de precipitação e, em Portugal Continental, criam uma corrente de ar proveniente de sudeste, que depois de cruzar a Península na oblíqua (SE-NO/NNO), provoca um estado de bom tempo, seco e de temperaturas elevadas para a época do ano.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Confiar.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 · Temas: , ,

Uma das mais impressionantes experiências sensoriais que já experimentamos deu-se em Budapeste, a propósito do programa Erasmus, quando visitamos uma exposição onde simulamos não ver. Durante uma hora, num enorme pavilhão completamente escuro, onde se simulavam divisões do quotidiano como um café, salas, etc., fomos, em grupo, submetidos a percorrê-las, apelando aos restantes sentidos e a uma voz de comando que nos guiava. Percebemos, com experiência, o quanto é importante ouvir e dialogar, e que só com esta prática básica da inteligência vencemos obstáculos.

As turmas escolares são um esboço da sociedade: pequenos espaços de descoberta do outro; do ouvir e do falar; da assertividade. Devem ser um embrião social que prepara para uma sociedade que contacta e procura entender, independentemente de concordar com tudo. Se assim não fosse, vivíamos isolados.

Daí esta pequena atividade na fria manhã de hoje: baralhamos a turma, voltamos a dar, criamos 4 grupos inusitados que tiveram de guiar um companheiro com uma venda nos olhos ao longo do recinto da escola. Trabalhamos a confiança, o diálogo, assertividade e um interação inédita entre elementos de uma longa turma.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Os quatro fantásticos.

domingo, 17 de fevereiro de 2019 · Temas: , ,

Achamos muito piamente que a escola está urgentemente necessitada de heróis que deem o exemplo à malta que se esquece dos restos do pequeno-almoço pelas mesas, faz dos jardins um vazadouro e a reciclagem é uma miragem. Assim desafiamos os nosso selecionados à Roménia, para puxarem dos seus poderes criativos, “super” ou não, e nos contar uma história em BD, em jeito de fotonovela, que apele à resolução daquelas maldades perpetradas por vilões que se confundem na multidão da ESL, sobretudo nos seus tempos livres.

Ao parece, a primeira parte da história, totalmente passada na ESL, está quase pronta, será fixada no Erasmus Corner e aqui no Geopalavras, e terá continuidade na Roménia, com um epílogo em local por definir. Ficamos à espera, até porque os vilões do ambiente escolar, e não só, andam há muito, muito impunes!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Upa! #7.

· Temas: , ,

A entrevista que publicamos em mais um episódio do Upa!, contribui para afastar algum cinismo que possa prevalecer perante a geração que se nos afigura nos bancos de escola. São dispersos, parecem querer tudo e nada querer, irritam, mas são gente ávida de ação, de iniciativa, que muita das vezes esbarra na enorme distância geracional que existe, cada vez mais, entre o corpo docente e estudantil.

Por isso, a importância deste objeto: a entrevista do Tiago e do Bruno, presidente e vice-presidente da Associação de Estudantes da ESL que, cheios de ideias e ideais, tornam estes 15 minutos num interessante objeto de análise.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Valores médios 2012-2018.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019 · Temas: ,

Compilamos os dados de temperatura média e os totais de precipitação mensal ocorridos entre os anos de 2012 e 2018, e criamos um gráfico de valores médios que, pelo intervalo de tempo que abrange, não se poderá denominar de termopluviométrico. Para tal, teríamos de representar dados correspondentes a 30 de observações; tal não é o caso.

Contudo, e apesar da reduzida dimensão temporal, é já possível observar algumas curiosidades: os meses mais chuvosos registados pela estação meteorológica da ESL, são janeiro, fevereiro, março e novembro. Janeiro apresenta uma precipitação média na ordem dos 219 milímetros. O mês mais seco é julho, com uma média de precipitação de 6 milímetros.

A temperatura segue o padrão dos climas temperados, com um inverno fresco e um verão quente. Há, no entanto, e neste caso, uma pequena curiosidade: a média de temperatura do mês de fevereiro é ligeiramente inferior (9,5ºC) há que é registada em janeiro, que apresenta um valor médio de 9,6ºC. Os meses mais quentes são agosto e julho, com temperaturas médias de 24ºC e 23ºC, respetivamente.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

O amor segundo o D.

O dia dos namorados numa escola é vermelho e cintila. Neste dia, a música arredonda-se, molda-se em forma do coração que, por estes dias, bate muito acelerado. A culpa é do S. Valentim, o artífice da paixão, que faz esgotar rosas na florista e corrupio na secção de chocolates do supermercado mais próximo.

A propósito, fizemos uma perguntas aos nossos queridos alunos do dez D, sapientes do assunto, que acanhadamente lá responderam às nossas provocações. Trata-se de um belo registo que, pelo valor atual e futuro, decidimos incluir na rubrica Upa!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Diferenças subtis.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019 · Temas: ,

Já começamos a ter resultados visíveis com as fotografias semanais que temos vindo a tirar ao Décimo D de Humanidades, desde o início do ano letivo. As fotografias têm uma cadência semanal, são obtidas exatamente no mesmo local e à mesma hora, todas as semanas, salvo duas exceções que, são por si só, motivos. As fotografias perseguem um objetivo: a evolução e a diferença

Analisando as fotografias acima foto-montadas, é já possível observar algumas diferenças no tamanho dos alunos. O Tiago, focado em outubro, e mais recentemente em janeiro, evidencia uma diferença de tamanho considerável para o espaço temporal. É também possível observar as subtis mudanças de tamanho do cabelo, rosto e, como nos apraz, das vestimentas e artefactos garridos e sazonais. A continuar.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Pataco, Escobar & Companhia…

domingo, 10 de fevereiro de 2019 · Temas: , ,

Estávamos a finalizar o módulo, o extenso módulo sobre a agricultura, quando surgiu a ideia de levar à paródia, algum do bolor acumulado nas semanas antecedentes. Ora, cremos ter conseguido um resultado saboroso, passado algures num latifúndio alentejano, onde a asa açoriana da família Grilo reencontrou a sua costela alentejana, migrada há muito para o «contenênte». Vejamos…

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Mais Europa segundo o F.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019 · Temas:

A nossa ideia inicial não era criar uma atividade onde se proferisse um conjunto de curiosidades sobre o nosso continente, mas sim opiniões sobre a vida quotidiana em Portugal e, por consequência, na Europa. Mas o que ficou não nos desagrada; permite despertar da curiosidade a quem grava, e sobretudo a quem vê, para um mundo da geografia, dos pormenores históricos e demográficos, de um continente sem igual.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Sobre o passado mês de janeiro.

· Temas: ,

Os valores de precipitação registados pela estação meteorológica da ESL, mostram que janeiro foi um mês anormalmente seco. Registou-se precipitação em apenas 8 dias, 3 dos quais num valor abaixo dos 5 milímetros. Pouco, portanto, comparativamente aos valores registados em anos passados, que se apresentaram num valor em dobro.

Quanto à temperatura, não se verificaram grandes oscilações, sendo o valor médio do mês de cerca de 10,6ºC. Ainda assim, a ausência de chuva, causada por uma corrente de leste, condicionou as temperaturas mais baixas do início do mês, relativamente à segunda quinzena de valores mais amenos.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A Europa segundo o G.

domingo, 3 de fevereiro de 2019 · Temas: , ,

Um blogue multifacetado como o Geopalavras, implica rubricas que o caracterizam e pautam. Nós temos várias: o Támal, o Alfaiate da Lixa, os Hiperlapses, as análises climáticas, ou até os Objetos estranhos em lugares inusitados. Esta que agora repescamos, 10 Segundos sobre a Europa, conta já com cinco edições em cerca de 8 anos de existência. É velhinha, mas nunca fez tanto sentido como no conturbado contexto europeu da atualidade e, por isso, é bem mais do que um simples exercício plástico, e uma forma de redescobrir a sorte que é viver no nosso continente.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Uma ideia de Cidadania.

· Temas: ,

Surgiu neste ano letivo uma nova disciplina no currículo do ensino básico e secundário, chama-se Cidadania e, pelo seu cariz prático e congregador em torno de uma ideia ou projeto materializável, faz lembrar a saudosa Área de Projeto, que tanto galvanizava os alunos. Sendo semelhantes, mais papel menos papel, a Área de Projeto traduzia-se em horas atribuídas a um professor e notas que se plasmavam na pauta de final de período. Em Cidadania inventam-se horas e o rosto do responsável dilui-se na figura do Conselho de Turma.

Ora, por sermos professores de um 10º ano de escolaridade do ensino regular, fomos desafiados a uma ideia de Cidadania, que passamos a descrever e que pode até motivar a outras ideias similares. Trata-se e um microfilme de 4 partes, de enredo simples e cenas minimalistas, sob o tema da discriminação. Chama-se “Maria”, que é também o nome da personagem principal.


Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Matraquilhos.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019 · Temas:

Numa altura em que se promove o Orçamento Participativo das Escolas correspondente ao corrente ano letivo, nada como destacar a grande aquisição do projeto vencedor do ano passado, uns matraquilhos. Vieram só neste ano, mas são já a nova diversão da escola. Entretêm miúdos e graúdos, provoca corridas para tomar a vez, e afina as fintas de pulso. A escola, as escolas, necessitam de muitos matraquilhos e talvez de um verdadeiro espaço para os alunos, onde aqueles possam ser jogados e convividos. Afinal, uma escola é uma escola, tem ritmos próprios e necessidades específicas; é assim no ensino, é assim no convívio.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This