O talho Sá de Noronha.

sexta-feira, 30 de setembro de 2016 · Temas: , ,

Passeamos muito pelo Porto durante este último verão, nomeadamente pela sua Baixa. Percorremos ruas congestionadas por turistas, lojas de souvenirs, prédios cobertos de andaimes, prontos a ser transformados em alojamento local ou similar, e uma profusão de esplanadas que sugam a réstia dos estreitos e seculares passeios da cidade.

Talho Sá Noronha

Aquele ato de prazer, já não equivale ao de outrora; é agora um exercício de contorcionismo, de pára-arranca, e de mágoa para com lojas seculares encerradas ou transformadas em mais um restaurante “gourmet” ou uma gelataria internacional. É este o retrato da Baixa do Porto atual, que aos poucos deixa de ser uma cidade dos portuenses, onde as referencias comerciais se esvaem a um ritmo preocupante.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Acabou o estio, venha o outono!

quinta-feira, 22 de setembro de 2016 · Temas: ,

É um fim anunciado: hoje, dia 22 de setembro, pelas 15h e 21 minutos, ocorre o equinócio de outono, que põe fim ao verão no Hemisfério Norte. Foram cerca 94 dias de muito calor e pouca chuva; e, não fora a primavera extremamente chuvosa deste ano, estaríamos neste momento a viver sob um dramatismo hídrico, não inédito noutras paragens do globo.

image

Em jeito de curiosidade, fizemos uma análise de alguns dados registados pela estação meteorológica da ESL, que confirmam o que acima referimos: um verão quente, com vários dias de temperatura máxima superior a 40 ºC, e pouca chuva, basicamente concentrada no derradeiro mês desta estação. Bom outono!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

A Bruna, o papagaio, o gato e o galo.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016 · Temas: , ,

Estamos no início do ano letivo e tomamos a decisão de relatar a estranha relação entre a Bruna e o seu papagaio, gato e galo. É, na verdade, uma espécie de dever cívico, de apelo e desabafo até, sobre as estórias que nos inquietam desde o outono de 2014, quando conhecemos a Bruna, uma aluna da escola, que descrevem o “carinho peculiar” a que uma ave colorida, um felídeo e, recentemente, uma ave de capoeiro, têm vindo a ser sujeitos, há pelo menos dois anos letivos…

Bruna e o Gato

Ora, pelo que fomos ouvindo, não há propriamente maus tratos, muito pelo contrário… Há um excesso de “mimo à moda da Bruna”, que não é interpretado como tal pelos bichos, e que está a fazer mossa na saúde dos animais: há cerca de 1 ano que caiem as penas ao papagaio e o gato “perdeu” recentemente um dente!

Mais, todos sabemos que um papagaio é bicho de imitação sonora; no entanto, e segundo a Bruna que fala imenso, a ave tropical não emite um único pio! Pudera, depois de tanta conversa, “festinhas”, etc., calculamos que ave tenha ensurdecido e / ou ensandecido, e qualquer dia até perde a cor (resto das penas).

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Ouro para a MeteoESL.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016 · Temas: ,

No passado mês de agosto foi atribuído à estação meteorológica da Escola Secundária da Lixa o certificado de “Goldstar Station”. Trata-se, segundo o sítio Weather Underground, onde a nossa estação aloja os dados, de um “carimbo” atribuído às estações meteorológicas que, durante 5 dias seguidos, ultrapassem positivamente um processo de controlo de qualidade sobre os dados climatológicos.

CertificadoMetoESL

Investigamos e descobrimos também que algumas estações meteorológicas vizinhas, situadas no noroeste de Portugal Continental, haviam beneficiado da mesma atribuição, que passa pelo cumprimento do seguinte:

«neighbor check» (comparação da temperatura entre estações vizinhas); «stuck sensor check» (se os valores aumentam ou diminuem muito depressa); «range check» (valores de acordo com a região onde se insere a estação).

Mapa

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Atividade pesqueira mundial.

domingo, 18 de setembro de 2016 · Temas:

A pesca industrial distingue-se da artesanal pela quantidade de pescado capturado ou pela tecnologia empregue. As frotas modernas, que comtemplam enormes navios-fábrica, são dotadas de um sistema de identificação automática (AIS), que permite localizar embarcações através da troca de sinais eletrónicos com outros navios e estações VTS.

Pesca Mundial

Com aqueles dados, a Global Fishing Watch identifica navios de pesca comercial, ou potenciais, e, aplicando um algoritmo de deteção de pesca, determina "a atividade da pesca aparente" com base em mudanças na velocidade e direção do navio,  georreferenciando essa informação num mapa.

Olhando para o mapa representativo do período compreendido entre 10 de agosto e 12 de setembro últimos, verifica-se que as plataformas continentais concentram grande parte das atividades pesqueiras, a par de alguns bancos de pesca concentrados no Índico, Atlântico e Pacífico Sul.


Fontes: Wikipédia // Global Fishing Watch // Revista de Marinha

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Isolinhas.

quinta-feira, 15 de setembro de 2016 · Temas: ,

Uma isolinha é uma linha imaginária que une pontos de igual valor. Esta é uma frase, ensinamento, chave aos conteúdos do 7º ano de escolaridade, que se repete nos anos de escolaridade superiores, e permite compreender os mapas que as utilizam para expressar variáveis climáticas como por exemplo: isotérmicas (que representam a temperatura), isoietas (precipitação), isobáricas (pressão atmosférica); ou variáveis humanas e ou económicas: isócronas (tempo) ou isótimas (distância-custo).

Isoietas

Isto, a propósito do um sítio da internet – climatemaps – que nos oferece um conjunto de planisférios, cujas isolinhas representam várias variáveis climáticas. Inclusivamente, é possível assistir à evolução anual de cada uma das variáveis, permitindo uma leitura rica e eminentemente geográfica.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

E finalmente choveu!

A ansiada chuva chegou finalmente, a par de temperaturas mais próximas da próxima estação. Passaram vinte dias desde o último em que se registou precipitação, dia 24 de agosto,  durante os quais assistimos a mais uma vaga de incêndios e ao agravar dos problemas da safra agrícola deste ano.

Chuva 13 de setembro

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Cinco Cidades.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016 · Temas: , ,

Deparamo-nos hoje com um interessante projeto de recolha e documentação de sons ambientais citadinos, realizado em 5 cidades nacionais. Desde o som do metropolitano ao tocar de uma banda filarmónica, a recolha georreferenciada permite pôr a tocar, ao mesmo tempo, vários sons, cujo resultado é a harmonia própria da cidade.

Cinco Cidades

Inclusivamente, é-nos possível  realizar uma mistura sonora, e disponibilizá-la para ser ouvida pelos internautas que visitarem este projeto: Cinco Cidades.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Inesquecíveis Viagens de Comboio.

· Temas: ,

É com vivo entusiasmo e prazer, que apelamos à visualização da série «Inesquecíveis Viagens de Comboio» (Des Trains Pas Comme Les Autres), que a RTP2 emitiu ao longo deste verão. Trata-se de uma série documental constituída por um conjunto de episódios de 50 minutos, sobre as viagens efetuadas pelo jornalista Philippe Gougler, ao longo de belíssimas linhas de caminho de ferro de vários países, conjugando geografia, etnografia e um enorme espírito de aventura.

Noruega - Temporada 5

Produzida pela France 2, este conjunto de episódios que a RTP2 transmitiu pertencem à segunda edição desta série (desde 2011), que dão continuidade à primeira, realizada entre 1987 e 2005, e conta já com 6 temporadas.

O nosso interesse é evidente. Vemos em cada episódio um recital de geografia, são tantos os pontos de interesse, que por vezes nos faz parar o vídeo, rever e refletir. São, neste sentido, excelentes instrumentos pedagógicos, que se adequam aos mais variados conteúdos programáticos de várias disciplinas.


Nota: os episódios têm vindo a ser disponibilizados no sítio - www.docspt.com - cujo administrador, Fraga Campos, presta um enorme serviço público, publicando séries documentais como esta.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

O carrocel térmico dos últimos dias.

sábado, 10 de setembro de 2016 · Temas: ,

Não é inédito destacarmos a importância do vento, a sua direção e intensidade, no comportamento da temperatura. O gráfico que se segue demonstra, de uma forma evidente, aquela relação. O passado dia 6 de setembro (terça-feira) apresentou vento a soprar tendencialmente de sudeste, proveniente do Norte de África, que efetuou uma viagem longa e seca através da meseta sul da Península Ibérica, antes de atingir Portugal, e a nossa região, quente e seco.

Agosto2016

Mas se no dia 6 a temperatura atingiu um valor máximo de 43,4ºC, a mudança de direção do vento (rodando para norte e oeste), no mesmo dia e nos sequentes, levou a uma acentuada descida térmica. Aliás, no período em análise no gráfico (do dia 6 ao à manhã do dia 9 de setembro), o valor mínimo chegou a atingir os 12,9ºC, ou seja, uma amplitude térmica de: 29,5ºC.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Receitas para dores de fim de férias!

quinta-feira, 8 de setembro de 2016 · Temas: , ,

Este artigo, em jeito de bula educacional, destina-se exclusivamente para os alunos que, depois de tantos meses de férias, até já esqueceram que o eram. Contudo, poderá ser igualmente lido, e até experimentado, pelos demais, por sua conta e risco.

Receitas

Assim, lê atentamente os seguintes conselhos que te irão pôr em forma para o início do ano letivo, que se adivinha “fulminante”; podes, inclusivamente, alterar a sua ordem e até exagerar a dosagem pois não se vislumbra alguma contraindicação. Portanto…1Ora, é com fome que te vais pôr em forma, e a lógica é a seguinte: não tendo “icetea”, manteigas, iogurtes, ou bolachas no armário, vais ficar cheio de fome e o melhor remédio é ires dormir para esquecer. Com isto, entrarás no fuso horário de “aulas” e dormirás durante a noite, tal como deve ser…2Acabou a caça aos Pokémons! Sabemos que é duro, mas terás de diminuir as tuas idas ao “ginásio”; um saltinho ao fim de semana, talvez, não mais. Ah! Este conselho é extensível à “catrefada” de jogos de “computador” que te põe em modo zombie. Ok?

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

As temperaturas de agosto.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016 · Temas: ,

A regência do calendário escolar admite sempre uma longa e necessária pausa estival do Geopalavras. Este período serve, ao mesmo tempo, para o fecho e o criação de ideias e projetos, para rebuscamento de outros e o balanço de alguns. É assim necessário que aconteça e este é o tempo certo para tal; por isso, e ao arrepio, não desgostamos do temeroso regresso às aulas, que é provavelmente o principal sintoma do estiolar do verão.

Assim, se há ideias que se findam nas ondas da praia, outras surgem reforçadas e constituem-se como apostas do Geopalavras para os tempos próximos. Uma delas é a análise mensal dos dados da estação meteorológica da ESL, que vínhamos a realizar há meses, de uma forma não sistemática, focando um ou vários elementos em destaque do período considerado. Fá-lo-emos de agora em diante, e até já de seguida.

Agosto

Se no agosto, climático, de 2016 se destacou algum elemento, esse foi, sem dúvida, a temperatura, cujo valor médio se situou nos 24,7ºC. Um valor enorme, num mês onde a máxima mais baixa rondou os 23,2ºC (dia 19) e a máxima mais elevada se situou nos 45,7ºC (dia 8). Acrescente-se ainda, neste exagero, o número de dias cuja temperatura máxima equivaleu ou superou os 39ºC: 10 dias.

TempMédia de agosto

O período de temperaturas máximas e mínimas mais elevadas, de 6 a 12, 21 e 22, e 30 de agosto, coincidiu com ventos predominantes de leste, que sopraram com força e intensidade moderada, contribuindo para uma baixa humidade relativa do ar (que não ultrapassou os 17%, por exemplo, no primeiro intervalo de dias) e para o desenvolvimento infeliz de dos grandes incêndios florestais nacionais deste verão.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This