Retrospetiva das edições de natal dos SB´s.

sábado, 5 de dezembro de 2015 · Temas:

As edições de natal dos Sábados Diferentes são talvez as mais marcantes em qualquer uma das temporadas já realizadas. O espírito da época, o frio, e aquele respirar de “férias” depois do sempre longo primeiro período de aulas, tornaram (e tornam) aquela jornada num momento mágico, mesmo mágico. Fazendo uma retrospetiva, de trás para a frente, revimos coisas bem antigas, e recordamos alunos e professores que participaram nestas “coisas”. 

As primeiras edições de natal não apresentavam um programa rígido. Pretendiam simplesmente dar a conhecer o Porto, as iluminações de natal, e mostrar o frenesim próprio da cidade nesta altura do ano, sobretudo num sábado vizinho à noite de advento. Em 2010, por exemplo, versávamos assim sobre o Sábado Diferente: pela luz de natal:

“Os participantes, pouco habituados a estas andanças citadinas onde, nas compras e SabDiferente 2 - 001em passeio se perde a noção do tempo e dos quilómetros galgados, foram resmungando aqui e acolá, que nunca tinham caminhado tanto na vida e que até tinham bolhas nos pés… Claro está que as reclamações rapidamente desapareciam quando se encontravam perante as megalojas da moda (e da perdição) como Bershka, a Ekstra ou, a não menos famosa Pull&Bear!

Em 2011, por vários motivos, fomos poucos os participantes numa das mais intimistas edições natalícias. Quase à desgarrada, tudo fizemos e em tudo participamos naquele dia sobre o qual dissemos então (vídeo):

«[…] e apenas numa tarde, assistimos a uma venda de natal que decorreu no Palácio das Artes (com um mini-concerto de uma escola de Rock à mistura), um Sábado Diferente - Natal 2011-113_thumb[11]concerto de alunos da escola de música Valentim de Carvalho na Casa do Infante e a uma mão cheia de iniciativas avulsas, musicais e não só, um pouco por toda a baixa portuense.»

Em 2012 definimos um itinerário e pela primeira vez fomos à patinagem, que naquele ano era gratuita. Foi um verdadeiro dia de Reis, muito belo e hilariante (vídeo).

«Uma das coisas mais deliciosas e sadias que podemos fazer, é rir de nós próprios. Faz bem, faz rir, e ajuda-nos na nossa própria compreensão. Claro está que rir dos outros é também bastante bom! Mais, quando se junta uma série de gente que faz rir, ri de si mesmo e ao mesmo tempo dos outros, bom… aí roçamos a paródia (uma delícia)!»

No ano seguinte, entusiasmados pelo geocaching, fomos com olhar de gato e deu-se o Sábado Gatalício. Pretendeu-se olhar como um gato para as coisas e fotografá-las. Mas também deu para patinar e obter fotografias muito belas.

«[…] a noite caiu, o inverno havia chegado oficialmente e, rrfrf[3]após a dupla travessia do Douro, subimos o Infante que nos motivou a apontar para o mar, tal como ele o fez há 500 anos atrás. Bom, alguns não apontaram propriamente para o Atlântico, mais parecia apontarem para a Lua, o que, bem vistas as coisas […]»

No ano passado incutimos muita pedagogia na atividade e o Gato (11ºG) tratou de investigar e fazer-nos guiar pelas ruas da Baixa, explicando quase tudo o que vimos e em inglês…

«O natal dos patins, do gelo, dos piscas feitos de lâmpadas led e fabricados na China, assentou arraiais um pouco por todo o lado. Talvez não ombreie na tradição, no requinte, com aqueles idilicamente perpetuados no passado, mas o que interessa, afinal, é o gesto, o resto é patinagem… artística, bem entendido!»

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

2 respostas a: “Retrospetiva das edições de natal dos SB´s.”