O que é a imaginação?

quarta-feira, 28 de julho de 2010 · Temas: , ,

A imaginação é provavelmente a maior qualidade criativa do homem em qualquer campo do pensamento e da acção humana. Ela pode tornar-se um guia para a acção mais eficaz do que o simples raciocínio. Se toda pessoa que, de alguma forma, sente algum tipo de deficiência colocasse o poder da imaginação sobre seus males, eles desapareceriam. A imaginação amplia o pensamento: analogias, metáforas e outras relações vão favorecer o estabelecimento de pontes entre experiências vividas e imaginadas, entre significados presentes e alternativas. Assim, a imaginação abre ao pensamento novas oportunidades em termos de apropriação de significados: permite-lhe viver experiências e formas de sentir, antecipar acções e encontrar alternativa para elas.

Mão a apanhar um pássaro - Joan Miró (1926).
A imaginação liberta-nos do real, leva-nos para fora das normas e de tudo aquilo que é aceite pela nossa sociedade. O acto de imaginar é bem mais do que ver um objecto ou situação de maneira diferente. É uma predisposição da mente para almejar algo que não viu antes, algo que a transporta para uma realidade paralela aquela em que se vive ou até mesmo para prever situações que supomos que vamos vivenciar. Através da imaginação podemos alcançar todos os nossos desejos e idealizar novos desejos. Podemos ver aquilo que nunca foi visto por ninguém e descobrir um novo mundo, que sempre que este em que vivemos nos cansar, podemo-nos “teletransportar” para lá e esquecer momentaneamente tudo o que nos preocupa! Contrariamente ao que muitos pensam, a imaginação é uma qualidade de todos, porém nem todos sabem da existência dela ou optam por não a utilizar de forma consciente, por isso não aproveitam aquilo que o seu subconsciente imagina.

A imaginação está nas crianças mais do que em qualquer outra pessoa, não porque eles têm mais ou menos predisposição para isso, mas porque dado a sua inocência e ingenuidade vêem um mundo que não existe na realidade, vivem na fantasia que faz com que cresçam felizes. Acho que enquanto somos crianças tudo acaba por ser idealizado, cada passo; cada brincadeira; cada sorriso ou palavra e até mesmo cada colher de sopa que comem, conseguem imaginar mesmo tudo e riem com facilidade, porque estão num mundo que é só deles e lá tudo é perfeito. Todavia quando começamos a crescer e a adolescência se aproxima começamos a deixar de lado essa capacidade, ganhamos hábitos criamos uma rotina e em muitas coisas que fazemos somos quase mecânicos, nem sequer paramos para pensar que podia ser feito de maneira diferente, mais alegre ou até mesmo mais elaborada, desde que seja feito com alegria amor e imaginação e com o nosso cunho pessoal.

Somos seres humanos que nunca perdemos as nossas capacidades, temos é tendência para as por de lado, para deixar de estimulá-las, infelizmente é mesmo assim que acontece. Mas nunca podemos deixar de imaginar, deixar de ver o mundo de outra forma, deixar de idealizar aquilo de que mais gostamos, temos que continuar a ser únicos e nos próprios. A Imaginação distingue-nos dos demais e isso é uma grande vantagem, apesar de a ignorarmos. A irreverência de cada um não esta só na forma como se veste ou penteia, esta também na forma como vê o mundo, na forma como idealiza diversas situações, a verdadeira irreverência surge da imaginação e da criatividade. O ser humano esquece-se que a imaginação é dos bens mais preciosos que tem e continua a valorizar aquilo que menos o faz feliz, esquecendo-se que através da capacidade de imaginar pode alcançar um mundo inalcançável ver situações impensáveis e ser o pioneiro a sentir uma nova sensação!

Considero que se todos os indivíduos tivessem a noção do quanto são únicos e especiais usando só o poder de imaginar, não perdiam tempo com futilidades, valorizavam-se mais e deixavam de lado a vida rotineira que tantos gostam (ou pensam que gostam). As crianças são sem dúvida alguma as que mais imaginam e que não põem a imaginação de lado para nada, até o simples escovar de dentes elas imaginam! O meu sonho é que as crianças que imaginam o mundo de diversas formas nunca o deixem de fazer, mesmo quando crescerem e se forem tornando adultas, a imaginação é um trunfo e por isso é que se diz que todos temos uma criança dentro de nós.

- Nota: este texto foi originalmente publicado no Jornal de Parede de Psicologia da Escola Secundária da Lixa.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

9 respostas a: “O que é a imaginação?”

  1. A Ritinha anda com uma imaginação muito fértil!
    Psicologia em acção!
    Imaginar está muito próximo do sonhar!
    "O ser humano esquece-se que a imaginação é dos bens mais preciosos que tem..."

    ResponderEliminar
  2. Imaginar é sem duvida umas das melhores sensações, mas uma imaginação muito fertil pode ter os seus efeitos negativos.
    Ja alguem dizia que tinha mais medo à imaginação de alguns Homens do que as armas de muitos exércitos.

    ResponderEliminar
  3. IMAGINAÇÃO É E MELHOR SENSAÇÃO DA VIDA E É A COISA MAIS PRECIOSA QUE TEMOS KKKKK

    ResponderEliminar
  4. E NAO VIVEMOS SEM ELA DE GEITO NENHUM

    ResponderEliminar
  5. a imaginação é mais importante que o conhecimenyo pois este é limiyado e a nossa imaginação muito pelo contrário, não tem limites...

    ResponderEliminar
  6. Muito bom. O assunto as informações as

    ResponderEliminar