Abrigo solar (2ª parte).

quinta-feira, 30 de agosto de 2018 · Temas:

Finalmente o abrigo solar foi parar ao telhado da ESL para cumprir a sua missão: proteger o termómetro / higrómetro da estação meteorológica da ESL da incidência direta da radiação solar e proporcionar uma superior circulação de ar, fator que provocava registos da temperatura máxima não normalizados e, nesse sentido, superiores àqueles registados pelas estações meteorológicas amadoras vizinhas.

Imagem1

Assim, com esta nova casa são previsíveis duas coisas: que a amplitude térmica diária diminua (com a diminuição das máximas); e que o desenho da curva de temperatura térmica diária surja mais linear, consequência de uma gradação térmica mais suave, e sem grandes micro oscilações.

Disso daremos conta numa análise comparativa futura, quando houver mais dados do funcionamento da estação já com esta nova variável.

Imagem2

Imagem3

Imagem4

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário