O vórtice polar.

sábado, 11 de janeiro de 2014 · Temas: ,

O vórtice polar é bastante conhecido dos alunos de geografia, ou pelo menos assim deveria ser. No fundo trata-se de uma das baixas pressões subpolares que no inverno do hemisfério norte, se pronunciam até latitudes mais a sul, devido à menor insolação verificada, arrastando consigo uma imensa massa de ar polar (ora continental, ora marítima, conforme a situação geográfica).

gtt

Estes vórtices, como sistemas de depressionários que são, giram de um modo turbilhonar devido ao efeito de Coriolis e são impulsionados pelo jet stream. Por consequência, proporcionam uma deslocação de ventos e massas de ar no sentido genérico de oeste para este, deslocando-se mais para sul no inverno e refugiando-se mais a norte no verão. Aliás, naquela época do ano, e devido ao confronto com a massa de ar tropical a sul, surgem as perturbações frontais que proporcionam os estados de tempo chuvosos.

O que se verificou na região nordeste norte-americana neste últimos dias, nos quais se atingiram temperaturas negativas recorde (-53ºC no estado de Montana e -45ºC em Chicago), tem a ver com um abrandamento (ou mesmo inversão) da velocidade dos ventos oeste-este, permitindo inclusivamente um aumento da temperatura estratosférica, levando a que os ventos muito frios desçam mais para sul, atingindo regiões como a região sul do Canadá e os EUA.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

2 respostas a: “O vórtice polar.”

  1. Felizmente Portugal escapa ao vórtice polar... mt interessante...

    ResponderEliminar
  2. http://ensina.rtp.pt/artigo/alunos-lixa-combatem-crise/ Esta notícia foi incluida no "RTP Ensina"... muito bem :p

    ResponderEliminar