Triscaidecafobia!

terça-feira, 8 de janeiro de 2013 · Temas: , , ,

Como é sabido, este ano acaba em 13 e, para os mais sugestionáveis a superstições, o número 13 poderá significar cautelas acrescidas. Na ida ao café implicará caminhar como um gato, não vá ter escapado uma manada de rinocerontes do zoológico e sermos apanhados desprevenidos; ou então, andar sempre de para-quedas colocado, mesmo em viagens terrestres… É que nestas questões de sorte e azar, há gente que não brinca, mesmo parecendo que o fazem…Mas voltando ao 13, há aspetos culturais e místicos ligados a este número que se observam em diferentes culturas. Por exemplo, na Última Ceia, os Doze apóstolos, conjuntamente com Cristo, formavam um grupo de 13 pessoas que partilharam aquela refeição prenunciadora da morte de Cristo. No mesmo estilo de associação, está a mítica Sexta-Feira 13, data da Última Ceia e do assassinato de vários Cavaleiros Templários.

Por outro lado, e segundo os Maias, o 13 é também o número de Deus porque contém a totalidade dos treze fluxos de energia criativa. Os Maias usavam 13 números (chamados de tons) para identificar os 13 fluxos de energia em estado puro, do Criador. Na Grécia Antiga, Zeus era contado como 13º Deus e também o mais poderoso.

Assim, ao número 13 é atribuído ora divindade ora azar. A manifestação desse entendimento leva, inclusivamente, a que em alguns países não haja andares com o número 13 nos prédios; na Fórmula 1, não exista o carro com o número 13 e a uma fobia denominada de triscaidecafobia.


Fontes:

- Wikipédia

- http://somostodosum.ig.com.br

- http://www.whats-your-sign.com

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário