Breve história de um PeddyPaper.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010 · Temas:

No balanço possível deste PeddyPaper, percebeu-se que o nosso país possui um talento inato para a dança e para o canto mas o mesmo não se poderá dizer da nossa pontaria. De facto, o fado da alma lusitana continua e tem falhado o alvo desde há séculos. Tentativas? Essas não têm faltado... sejam elas por entre o nevoeiro, pela sanzala, na selva, ou mesmo dentro de caseira balsa de pisar vinho, por entre o esferovite, tem-se tentado é certo, mas o caminho tem sido difícil traçar…

Contudo, há uma coisa óptima na nossa história, aprendemos a ser “desenrascados” e não há nem uma prova de um PeddyPaper qualquer, por mais mirabolante que seja, que nos detenha pois temos uma apetência particular para nos adaptarmos a qualquer situação. Talvez seja esta a nossa grande virtude que, imaginativamente bem aproveitada compense aquele que eu acho ser o nosso grande defeito: a falta de rigor. Estes campeões do PeddyPaper assim o dirão.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário