A nortada no nosso verão.

segunda-feira, 22 de julho de 2019 · Temas: ,

Sentimos o clima a mudar, temos a sensação de já não existirem estações verdadeiramente vincadas e que ocupem o seu devido lugar e espaço no calendário. As vagas de calor sucedem-se, os períodos de seca arrastam-se, mas valha-nos a nortada, um vento regional que sopra de noroeste junto à costa ocidental peninsular, e que se cofunde com o próprio período estival.

Devido à sua ocorrência, os mergulhos nas águas frias atlânticas têm de ser corajosamente bem medidos, porque a nortada, que chega a correr paralela à costa, no sentido norte-sul, “varre” para sul a camada aquecida, e superficial, das águas do mar, fazendo emergir águas profundas e bem mais frias. Não admira que o Algarve, entre outras coisas, seja famoso pela calma e temperatura das suas águas marítimas.

Mas se o vento pode ser desagradável aos veraneantes, é inegável o seu efeito amenizador das temperaturas, que de outro modo, e à nossa latitude, seriam muito mais elevadas, mesmo em locais próximos do litoral.  No fundo, a nortada é sintoma de que a máquina climática, apesar de débil, ainda vai funcionando, e o vento frio dos últimos dias não é nada de anormal.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário