Mas porquê?

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014 · Temas: ,

Que vivemos num mundo insano, todos já o sabemos, até porque para ele contribuímos comentando o facto diariamente no nosso local de trabalho, na escola ou até em casa, onde barafustamos sobre toda a espécie de assuntos, dos mais frugais, como os atrasos de balneário, aos grandes temas económicos da atualidade, como a famosa crise que nos assola há anos. Pelo meio, e talvez forçosamente, esquecemos o mundo aqui bem próximo onde os nossos problemas relativizados, quase que perdem o sentido.

Mafalda Mundo Enfermo

Falamos de África, nomeadamente da região subsariana, para onde o mundo há muito se esquece de olhar. Nesta região assolada pela guerra, o clima e a instabilidade política impossibilitam as tentativas de enraizar a agricultura, que possibilitaria atenuar o principal, de muitos problemas da região: a fome.

A propósito deste tema, e a propósito de uma aula, encontramos no Youtube um pequeno o excerto de um documentário realizado por uma ONG de combate à fome que, numa expressão, materializa o horror absoluto. Mas a pesquisa continuou, e vimos também gente a comer do lixo em Manila (Filipinas) e em Adis Abeba (Somália); crianças que nunca o chegarão a ser a vaguear pelas ruas da capital somali, a dormir numa estação-de-caminho de ferro indiana, ou transformadas precocemente em soldados no Congo.

Depois disto, rimos, rimos tanto que quase choramos com o premiado documentário Super Size Me que, de uma forma ironicamente mordaz, aborda a sobrenutrição norte-americana ou, se preferirmos, do modo de vida ocidentalizado.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário