Cidade Quadris.

sexta-feira, 30 de março de 2012 · Temas:

- Por Salete Sousa 11E.

A minha cidade é pensada no dia-a-dia dos cidadãos, nas suas necessidades e nos seus movimentos pendulares.

Esta cidade visa resolver problemas ambientais (daí os inúmeros espaços verdes e o metro no centro da cidade, que reduz a emissão de CO2 para a atmosfera); resolver as horas de ponta de trânsito no centro das cidades; ocupar os tempos livres dos cidadãos com atividades, situadas perto das suas residências, e aumentar a segurança na cidade.

Assim, no centro da cidade encontram-se os bens raros, que usufruem de um elevado grau de influência, e daí a maior agitação e circulação de veículos. É nesta área que surge o metro como solução. De facto, no centro da cidade só é possível viajar de metro, de forma a reduzir os problemas atmosféricos e horas de ponta do trânsito. O metro, além do mais, permite a deslocação por toda a cidade.

Cidade Quadris

No centro da cidade também é possível encontrar um posto de GNR (perto dos bancos) como forma de aumentar a segurança na cidade.

Nos subúrbios do CBD situa-se a função residencial e, juntamente com esta, os bens vulgares como forma de poder satisfazer as necessidades diárias dos cidadãos, evitando a sua deslocação ao centro.

As escolas situam-se próximas destas funções sendo também é possível visualizar um posto de GNR, como forma de aumentar a segurança dos cidadãos em suas casas.

A função residencial situa-se numa área estratégica, de tal forma que é possível ir ao quer ao centro da cidade, quer à sua periferia, onde se podem encontrar diversas atividades. Estas atividades, pensadas nos tempos livres dos cidadãos, podem ser facilmente alcançadas e realizar-se longe de focos de poluição sonora.

Na zona mais afastada do centro da cidade, encontra-se a zona industrial. A sua localização justifica-se pela necessidade de expansão e maior acessibilidade às matérias-primas.

Apenas no centro da cidade as deslocações são realizadas de metro, nas outras áreas não se justifica dado o menor grau de influência e consequentemente a menor agitação.

Por toda a cidade é possível encontrar espaços verdes, uma iniciativa feita a pensar no ambiente e como forma de afastar aquela “imagem cinzenta” de que é a cidade.

Trata-se assim de uma cidade organizada, onde tudo tem o seu espaço. Uma cidade com segurança e onde os espaços verdes não são esquecidos.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário