Aula no bosque.

terça-feira, 5 de outubro de 2021 · Temas: , ,

Talvez por vocação, talvez por necessidade, talvez por entendermos que o contrário é sempre menor; quando podemos, partimos para o campo e aplicamos tudo o que necessitamos de ensinar, que não é necessariamente só Geografia. Foi o que ontem, a chover, fizemos. Perdemo-nos muito conscientemente num pequeno bosque próximo da nossa escola, repleto de castanheiros e carvalhos soberanos, que se erguem sobre os escombros de um certo reinado agrícola da região, feito de leiras e patamares, e de uma época onde se vivia no campo e dele se alimentavam bocas.



Pelo meio, fizemos orientação, identificamos flora e até alguma fauna, com o fito de enriquecer o nosso conhecimento detalhado da área da prova «À caça dos tesouros de Borba», que temos vindo a desenhar para os alunos de 8º ano. Nesta exploração do terreno temos explorado uma série de apps que nos ajudam na interpretação do terreno e a adornar a atividade. Ou seja, não nos cingindo ao inútil virtual pelo virtual, damos uso prático à panóplia tecnológica de um simples telemóvel, e ao alcance de qualquer um.

Com base no OsmAnd+ batemos o terreno de prova, analisamos a viabilidade de caminhos, o seu grau de dificuldade e segurança, e sinalizamos os pontos “caça”. Este registo, um simples ficheiro de GPX, é depois convertido em kml e interpretado, já em aula, com recurso ao Google Earth. Após esta base realizada, utilizamos o GooseChase, outra app, mas que se destina sobretudo aos utilizadores finais, as ansiosas equipas, que tem uma bela prenda à espera no próximo dia 25 de outubro. 

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário