E se uma certa parede florisse?

quinta-feira, 29 de outubro de 2020 · Temas:

Maturamos uma ideia há um bom par de anos. Trata-se de dinamizar os espaços verdes da ESL, que são belos, cheios de recantos, e potencial enorme para as mais diversas situações. Da aula ao namorico, passando pelo cenário de belas fotos e convívio com os elementos. Infelizmente, raro é o professor do agrupamento que os conhece: uns porque se auto afogam em papéis e grelhas de Excel, e sabemos como é difícil sair daquele atoleiro; outros porque a vida os condicionou às quatro paredes, e nutrem um enorme défice de vitamina D; outros ainda por preguiça ou mentalidade.



O que é certo, e irónico, é que anda meio mundo a falar e a doutrinar o ambiente, mas com ele aqui à porta, raro é quem se presta à sua verdadeira promoção, usufruto e educação. É um logro, portanto, pois o ambiente no papel ou nas redes sociais é lírico, mas pouco eficaz.

Assim, e no âmbito do Umbrella, desafiamos o curso PCA do agrupamento, à dinamização do espaço térreo do Bloco C, cujo enquadramento é de enorme potencial. Sugerimos a decoração das paredes com motivos efémeros, e a instalação de colunas sonoras nos pilares estruturais do espaço. No fundo, conquistar um bocado da natureza para estabelecer um ponto de convívio e recreio para alunos e professores. E se a resposta ao desafio foi imediata, o resultado projetado é de bom gosto e está à vista. Apresentaremos resultados concretos em breve.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário