Vencemos um novo Erasmus: UMBRELLA.

sexta-feira, 12 de julho de 2019 · Temas:

O acrónimo UMBRELLA que apelida este projeto vencedor significa, em inglês, Uncovering Meteo Basic Research to Lifelong Learning Activities. Por outras palavras, a meteorologia não tem de ser uma coisa complicada e chata, que só serve para perceber se podemos ir à praia, ou se pai nos vai ter de levar à escola amanhã de manhã, porque se prevê um bruto “toró” logo pela manhã! A meteorologia é bem mais do que isso; é o prazer de podermos fazer uma figuraça e dizer assim à catraia: “- Este vento de oeste está a puxar por chuva, por isso, querida, amanhã trago eu o guarda-chuva”. Há coisa mais romântica do que esta? Naaaaaaa! Aprende!

A este projeto, para o qual nos candidatamos em conjunto com a Croácia (High school "Fran Galovic"), Espanha (Instituto de Ensino Secundario Pedregal de Irimia) / (IES Profesor Juan Pulido Castro), Roménia (Dimitrie Cantemir Military National College), Lituânia (Nidos Vidurine Mokykla) e Portugal (AEL), participam seis escolas sob o tema agregador da meteorologia, que embora muito falado, é inovador neste tipo de projetos que versam muito mais os temas humanísticos e culturais.


Aliás, a classificação de 95 pontos (em 100), ou seja, o o primeiro lugar, atribuída ao projeto pela agência croata que tutela estes projetos, prova a qualidade e pertinência do mesmo, numa atualidade de acontecimentos que implicam, nem sempre pelos melhores motivos, a temática climática num duplo sentido: as alterações climáticas e os problemas ambientais implícitos; a sensibilização da população em geral, e dos alunos em particular, para a interpretação de dados climatológicos e comparativos, recorrendo a instrumentação específica, como são o caso das estações meteorológicas.

Conhecemos os nossos parceiros à distância, através das redes sociais e plataformas de contacto que nos permitiram dialogar durante meses para, e maravilha, elaborar um projeto em inglês. Sim, a língua fundamental dos nossos tempos foi e é a base da nossa comunicação com estes nossos parceiros estrangeiros; por acaso alguém sabe falar croata ou lituano? Pois... Assim, uma das premissas na seleção de alunos do 11º ano que vamos iniciar já em setembro (e nos vão acompanhar em 5 deslocações) são o domínio do inglês, a criatividade e a sensibilidade pelas questões do clima, independentemente do curso que frequentado. Fica atento.

Por último, vamos descobrir um pouco o véu sobre o nosso programa, aquele que pretendemos aplicar quando os nossos parceiros nos visitarem (em março de 2021): vamos, até lá, estabelecer uma rede de estações meteorológicas pelas escolas primárias do agrupamento, numa parceria com a CMF (e desta vez temos dinheiro para o executar), cuja análise de dados e ensinamentos aos meninos da primária estará ao teu cargo; faremos visitas de estudo, verificaremos os impacto das alterações climáticas na floresta da região e nomeadamente na vinha; faremos visitas a radares meteorológicos, cruzeiros no Douro, visitas a quintas de produção vinícola, entre outras ideias. Treina o inglês, sensibiliza-te! Os professores Erasmus contam contigo!

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário