A relação do vento e a temperatura.

sexta-feira, 1 de julho de 2016 · Temas: ,

Na breve análise mensal que efetuamos aos dados da estação meteorológica da ESL, procuramos destacar o (ou os) elemento climático que mais se tenha “evidenciado”, extrapolando relações que expliquem o seu comportamento. É na verdade um exercício que parte de uma sensação empírica, quase sensorial, mas que assenta numa análise rigorosa dos dados registados no computador dedicado à estação meteorológica da E. S. da Lixa.

Relação da evolução da temperatura e a direção do vento ESL junho de 2016

Assim, neste mês destacamos uma relação básica (e reconhecemos, muito simplista): a direção do vento e a evolução da temperatura. Menosprezando a velocidade do primeiro elemento, cruzamos a evolução da temperatura média ao longo do mês (a par da mínima e da máxima) com a direção do vento. Como já referimos aqui no Geopalavras,  a direção do vento e a sua intensidade, são fatores determinantes na temperatura, e também precipitação, sobretudo num país tão influenciado pelo atlântico, como é o nosso caso.

Mas vejamos: no início do mês de junho, 3 a 19 de junho, a direção do vento era tendencialmente de N/NO; isto é, vento marítimo que se traduziu em valores de temperatura amenizados. Já os dois picos de temperatura deste mês coincidiram com uma tendência de leste / sul, 21 e 27 de junho, respetivamente.

Direção Vento MeteoESL 18 de junho 2016

Não obstante, há dias que surgem muito quentes e cuja direção média do vento é tendencialmente atlântica. São dias cuja direção do vento se resume a duas partes: a manhã com uma corrente de leste e, após o meio-dia, a resposta atlântica ao aquecimento da superfície continental.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário