Portugal, um país de turismo.

quinta-feira, 26 de maio de 2016 · Temas: ,

Para a pequena dimensão do nosso país, aquilo que se oferece em paisagem, clima e etnografia, constitui-se como sorte, ou então criação divina. Em poucos quilómetros continentais, e cerca de 5 horas de viagem, conseguimos partir da candura algarvia ao verdejante Minho, num passeio único, onde a paisagem e o clima, quase de repente, se transforma. Por sua vez, as ilhas, jardins espalhados no Atlântico, oferecem uma natureza impar que não se confina à terra firme, e acrescentam ao nosso país um inestimável valor ambiental e turístico.

As regiões turísticas que os alunos do curso de turismo da ESL apresentaram no âmbito do dia do cursos profissionais, realizado no passado dia 18 de maio, espelham aquela diversidade geográfica e cultural, que se traduz em múltiplos aspetos de interesse turístico.

As regiões continentais “promovidas” naquele ato de pratica simulada, foram estabelecidas pelo  Decreto de Lei n.º 33/2013, de 16 de maio, e coincidem com as NUTS de nível II, criadas para fins estatísticos: Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve. A estas juntam-se as duas entidades insulares de promoção turística, a DRT dos Açores e a DRT da Madeira, que comungam das mesmas diretrizes das continentais.

Para a promoção destas 7 regiões, estão designadas outras tantas agências regionais de promoção Turística, que articulam entre si e o Turismo de Portugal, a execução do Plano Nacional de Promoção Externa. São constituídas por agentes económicos do turismo privado  e entidades do setor público, tal como municípios e suprarreferidas entidades regionais de turismo. Adotam as seguintes denominações: Turismo do Porto e Norte de Portugal, Turismo Centro de Portugal, Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa, Turismo do Alentejo, Região de Turismo do Algarve, Associação de Turismo dos Açores e Associação de Promoção Regional Autónoma da Madeira.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário