O pulsar das chuvas convectivas.

sexta-feira, 1 de abril de 2016 · Temas:

Estamos em plena época das chuvas na Amazónia. O calor equatorial, a humidade da selva e o vento atlântico de sudoeste, contribuem para os enormes quantitativos de precipitação diária que ali se fazem sentir, num tipo de chuva formada por convecção. Neste processo, o ar aquecido, que sobe adiabaticamente em altitude dado o intenso calor, transporta grandes quantitativos de vapor de água que, a dada altitude, e com arrefecimento da temperatura, condensam, formando nuvens e precipitações fortes e diárias.

É um estado de tempo que se perpetua ao longo de meses, tornando a região Amazónica numa das mais chuvosas do mundo, e o poderoso Amazonas, no esteio drenante de todo este impressionante sistema da natureza.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário