Dronies, as substitutas das selfies.

domingo, 4 de janeiro de 2015 · Temas: , ,

As selfies sempre nos pareceram seara alheia. Na verdade, nunca achamos muita graça ao “self-interest” implícito na autofotografia, em detrimento do contexto vivido, ou não, como se aquilo que nos rodeia tivesse que se alinhar a nós e não o contrário, como é natural.

A incessante necessidade de mostrar que se esteve, ou está, em vez de se experienciar ou até compreender o momento, seja ele a fazer alpinismo, a ver um concerto de música ou jogar xadrez, é potenciada pelas redes sociais e o seu instrumento varinha de-condão: o smartphone. Na edição passada do Rock in Rio Lisboa, durante a atuação dos míticos Rolling Stones, e a páginas tantas, o efusivo vocalista da banda interrompeu o concerto pedindo à vasta audiência que desligasse os smartphones, tal a quantidade de gente de costas voltadas ao palco, na tentativa de obtenção de uma selfie. Relatos houve de gente que passou todo o concerto de costas voltadas para o palco…

Mas a tecnologia é incessante e as modas, aliadas, também, e este romance criou mais uma novidade: as dronies, que são obtidas por um drone (com câmara) que filmam o visado, desde o ponto onde ele se encontra até uns metros acima da superfície. Como implicam aquisição de um drone, talvez não venham a obter o sucesso das selfies, isto se entretanto não inventarem um smartphone voador…

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário