Baixas e altas pressões.

sexta-feira, 4 de maio de 2012 · Temas:

Querida canalhinha do sétimo ano, muito a propósito da matéria das últimas aulas, deixo aqui umas figurinhas animadas e a cores, tal como vocês tanto gostam, que provam que aquilo que eu digo nas aulas é mesmo verdade! Sei que alguns de vocês não acreditam em mim, sobretudo quando eu digo que me levanto por volta das 5 da manhã para preparar as vossas aulas, mas é totalmente verdade…

Mas a razão desta publicação, são as famosas baixas e altas pressões. Como já referimos, as primeiras estão associadas a mau tempo e as segundas, a bom tempo (quente ou frio). Mas como é que o ar se movimenta entre estes dois tipos de pressão atmosférica? Bom, vê a seguinte animação:

Como se vê na baixa pressão, o ar (convergente) tende a subir e o vapor de água presente, por encontrar temperaturas mais baixas em altitude, condensa, formando nuvens e provocando precipitação. Na alta pressão, esse mesmo ar (agora arrefecido), tende a descer, originando bom tempo (que pode ser frio ou quente).

Se olharmos para a seguinte sequência animada de imagens de satélite, correspondentes a um estado de tempo verificado em março de 2011, verificamos a deslocação de uma baixa pressão para oeste, a par de uma frente fria e uma frente quente.  Repara que a sudoeste de Portugal Continental, nota-se a ausência de nuvens, o que corresponde a uma situação de bom tempo, ou seja, uma alta pressão.

Baixa Pressão Animada Geopalavras

As frentes frias e as frentes quentes, que muito simplificadamente significam formações nublosas diferentes - nuvens -  e tipos de chuva também, a uma determinada altura juntam-se formando uma frente oclusa, que está associada a “péssimo” estado de tempo, tipo aquele que ocorreu na data inicial da prova de orientação! Se tiveres dúvidas, já sabes: geopalavras@gmail.com.  

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário