Alterações da paisagem vegetal.

segunda-feira, 26 de março de 2012 · Temas:

Um dos sintomas das alterações climáticas, que paulatinamente se têm vindo a manifestar, é a mudança na paisagem vegetal que, à boleia de uma maior falta de água, tem provocado a proliferação de plantas xerófilas em espaços geograficamente inéditos, outrora vegetados por espécies mais habituadas à abundância de água.

Mapa Distribuição Sobreiro Uma dessas espécies é sobreiro. Trata-se de uma espécie bem adaptada à falta de água, que apresenta um alto interesse económico e ambiental. De facto, as florestas de sobro são bastantes resistentes aos incêndios e têm boas rentabilidades económicas a curto e médio prazo: os seus sistemas são muito ricos para a pastorícia, a produção de mel e cogumelos, e protegem melhor o solo.

Segundo a Quercus (associação de defesa ambiental) «os cenários das alterações climáticas preveem efeitos na floresta portuguesa: migração de espécies "típicas” do Sul, como o sobreiro, para Norte, e perdas de produtividade do eucalipto e do pinheiro no Centro e Sul. Em relação ao sobreiro, prevê-se mortalidade e declínio da espécie no Sul e a progressão para Norte, também em altitude.

Na agricultura, é esperada a diminuição da produtividade nas culturas de trigo, milho e arroz a sul e aumento nas pastagens e forragens em Trás-os-Montes e sudeste».


Fonte: Jornal de Notícias.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário