Sábado Diferente pelo Carnaval.

terça-feira, 8 de março de 2011 · Temas: ,

O Sábado Diferente do passado dia 5 de Março foi, atrevo-me a dizer, um dos melhores que o Geopalavras já realizou e a palavra que melhor o poderá definir é esta: simplicidade. De facto, desde as pessoas participantes até ao roteiro seguido pela Cidade, muito ao sabor do improviso, provou-se que é possível passar um bom bocado sem grandes ambições e / ou muito alarido.

Roy Tanck's Flickr Widget requires Flash Player 9 or better.

Geopalavras 360º


O Porto, à escala europeia, é uma cidade média que nos últimos anos tem apurado uma oferta cultural razoavelmente interessante e acima de tudo acessível ao grande público. Este último Sábado Diferente foi testemunha disso mesmo. Partirmos mais uma vez de S. Bento e, chegados a S. Catarina, fomos confrontados com uma grande profusão da denominada arte de rua. Músicos, pintores e artesãos dão um colorido especial àquela, tornando-a no verdadeiro coração da Baixa. Vistamos também o velhinho Mercado do Bolhão que, apesar do seu tom tipicamente portuense, urge por obras que permitam trazê-lo à realidade.

Subimos também a Torre dos Clérigos, um cliché que nunca cansa, e fotografamos avidamente a belíssima Livraria Lello & Irmão, mesmo ali ao pé. Dali, partimos para os mais belos jardins da Cidade situados junto ao Pavilhão Rosa Mota (vulgo Palácio de Cristal. É feliz perceber que neste espaço, a natureza envolvente entende a nossa curiosidade, estabelecendo-se por vezes, um quase diálogo entre o fotógrafo curioso e o pavão vaidoso.

Perto dali, na Miguel Bombarda, o Porto assume-se como um verdadeiro “case study” dada a profusão de galerias de arte, surgidas da iniciativa privada, num movimento de contágio alastrante a toda aquela área de Cedofeita. Foi riquíssimo percorrê-las, observar a fauna residente, e absorver toda aquela cultura envolvente. É claro que tanta coisa em tão pouco tempo também cansa e nada melhor do que sentar por ali e tirar umas fotos meias ao “calha” mas com um efeito feliz.
O fim deu-se com um retemperador chocolate quente, bebido num dos templos da moda: o Mac dos Aliados, bem perto do nosso local de regresso de mais um excelente Sábado Diferente.

Uma palavra de grande elogio à Eulália, Emerência, Melanie, Sara e aos que querendo não puderam participar, pela grande determinação e acreditar. Os grandes fazem-se assim.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário