A Pensão Avenida.

quinta-feira, 8 de julho de 2010 · Temas: ,

Vi esta reportagem há cerca de um ano e confesso que me impressionou bastante. Não trata propriamente de casos extremos pois infelizmente sei que por esse Portugal fora, existem casos bem mais dramáticos e que inclusive roçam a fome. Contudo, esta reportagem de uma Pensão da zona de Campanhã, no Porto, mostrou que neste mundo de indiferença, ainda existem caso de louvor e compreensão humana. São atitudes desta, que nos distinguem dos bichos. Estes, nascem com aquele mecanismo de instinto e sobrevivência que os faz mover, egoisticamente, em função si mesmo. Nós não somos assim, somos sociais e preocupamo-nos com os outros.

Ora esta atitude de inteligência levou milénios a refinar e, quando vejo certo políticos na TV a endurecer o estado social, o último reduto de quem mais nada tem do que a vida, pergunto-me? Não estaremos a andar para trás e a pôr em causa muitas conquistas?

Em Reportagem: A Pensão Avenida.
«Há centenas de portugueses que vivem totalmente na dependência da segurança social. Sem dinheiro para um quarto ou alimentação são colocados em pensões ou residenciais. Há casos de dependentes do álcool e da droga, vítimas de violência doméstica, desempregados e doentes sem família. No ano passado, a emergência social deu resposta a mil e duzentos pedidos. A ajuda custou ao Estado mais de um milhão e duzentos mil euros. A vida dos dependentes da segurança social numa pensão do Grande Porto.»

- RTP - uma reportagem da jornalista Sandra Sá Couto, com imagem de Paulo Maio Gomes e edição de Dores Queirós.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário