Geodilema: ajudar ou não a crise helénica?

quinta-feira, 6 de maio de 2010 · Temas:

«Com a conjuntura financeira e económica actual, Portugal e o resto do mundo tem assistido a um descalabro das finanças globais em que não encontramos excepções. Num destes casos encontramos a Grécia, que entrou num processo de “bancarrota”.

Como vivemos numa união, onde os cooperantes desta grande sociedade vivem na esperança de manterem uma economia próspera e com resultados práticos, temos obrigação de nos ajudar mutuamente. Para tal, a UE disponibilizou um fundo de ajuda, juntamente com o FMI, para resolver o imbróglio helénico.

Várias figuras tem dado a sua opinião sobre este processo, umas afirmam que este empréstimo de Portugal, vai endividar ainda mais as contas do estado e que este não deveria ser consumado, mas como vivemos numa união, temos mesmo que unir esforços neste empréstimo excêntrico, se assim lhe podemos chamar.

Outras realçam que a Grécia deveria levantar-se pelo seu próprio pé, pois provocou esta situação na fraca gerência de dinheiros públicos, como o exemplo do fracasso económico dos Jogos Olímpicos de Atenas em 2004.

E tu? Achas que Portugal deveria emprestar este dinheiro? Devemos ficar por aqui “quietinhos” aguardando pela resolução deste caso? E se fosse o nosso caso, não ficaríamos contentes por nos ajudarem? Discute isto connosco no Geodilema

Algumas ligações:





- Provedores do Mundo - América do Sul - 12ºF.

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

Deixa um comentário