Sob um dilúvio implacável!

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 · Temas: ,

Sob um dilúvio implacável mas com a animação do costume, rumamos à Invicta onde visitamos aspectos ligados aos transportes daquela região e uma interessantíssima exposição fotográfica sobre o Centenário da Implantação da República. Esta foi a segunda etapa de uma visita de estudo programada para todos os nonos anos de escolaridade da nossa escola.


A manhã diluviana começou em Matosinhos, com uma visita guiada às instalações do Porto de Leixões que é a mais importante infra-estrutura do género, do noroeste peninsular. Um dos aspectos que mais despertou curiosidade nos alunos foi a organização daquele espaço gigantesco. De facto, o nosso guia reconheceu que esse era um dos pontos onde o Porto de Leixões mais se empenhava, rentabilizando ao máximo o pouco espaço existente, dada a sua dificuldade em crescer visto situar-se envolto de uma densa e consolidada área urbana.

Acabada a visita ao Porto de Leixões, abandonamos temporariamente o autocarro e prosseguimos pelas ruas de Matosinhos onde tomamos o Metro, um fantástico meio de transporte revolucionário de toda aquela região, para sairmos na estação de «Sete-Bicas», bem perto nosso local de almoço, o Centro Comercial NorteShopping.

Após o almoço, e já na Baixa do Porto, visitamos uma interessantíssima exposição fotográfica sobre o fim da Monarquia e a Implantação da República no nosso país. A amável guia que nos transportou através das labirínticas salas do Edifício da antiga Cadeia da Relação, onde está patente a exposição, foi a certa altura substituída pelo Professor Franklim (douto e profundo conhecedor da História portuguesa, mas com H) e, noutro grupo, pelo Professor Hugo.


Os queridos professores de toda aquela «malta» fazem um balanço positivo de tudo menos… da infeliz perda antigos costumes... De facto, antigamente, havia o hábito de oferecer chocolates aos professores durante as visitas de estudo! Os professores eram contemplados com imensos guloseimas em sinal de agradecimento e respeito mas, agora… enfim! Coisas da República…

Share to Facebook Share to Twitter Email This Pin This

3 respostas a: “Sob um dilúvio implacável!”

  1. Olá geopalavras. Eu achei imensa piada quando vi a fotografia do Vítor, foi um pormenor espectacularmente captado. Duas cabeleiras perfeitamente unidas.

    ResponderEliminar
  2. É que só mesmo o setor Pedro Alves para tirar estas fotos!!!

    Estão demais*

    ResponderEliminar